Christine i

Ola! Resolvi contar como toda a minha estória começou,ou pelo menos,a parte mais excitante da minha vida.Meu nome é Christine,tenho 26 anos,sou casada há 6 com um homem maravilhoso,compreensivo e que me ama demais.Ele foi capaz de compreender e aceitar a mim como sou e é para ele que eu conto essa estória. Estávamos prestes a nos casar,eu estava confusa e não tinha certeza de que era isso mesmo que eu queria.Dentro de mim havia muito medo pois sentia que jamais iria conhecer o verdadeiro prazer do sexo me unindo a um único homem.Apesar de na época ter apenas 20 anos,tinha um corpo muito bem esculpido,seios delicados, pequenos e firmes.Pesava 50kg,1,70m de altura,meus olhos azuis chamavam a atenção de todos,os cabelos longos,castanho-claro,emoldurando um rosto angelical,me dava ares de ninfeta e o meu bumbum…causava furor nos homens.Modéstia a parte,a minha bundinha sempre foi o meu maior orgulho,empinadinha,durinha,redondinha…Mas com todo esse potencial,minha vida sexual era horrível.Resumia-se a uma “primeira vez” decepcionante com um ex namorado e a algumas transas com o meu futuro marido, todas frustrantes.Nunca tinha experimentado um orgasmo e sentia muito mais prazer com a masturbação do que com meu noivo.Ele ate tentava mas suas carícias eram apenas agradáveis,nada além disso.Seu penis tinha o tamanho e grossura normais para um homem e estava sempre pronto para mim,mas mesmo assim não me satisfazia.No começo eu fiquei preocupada,achava que a culpa era toda minha.Mas com o passar do tempo fui entendendo o que se passava e… Em minhas fantasias eu imaginava coisas loucas,como transar em locais públicos,construções,praias…e essas transas eram sempre muito diferentes das que eu já tinha experimentado.Eram selvagens,violentas…imaginava homens fortes me pegando a força e me sujeitando a todo tipo de taras…Sempre homens diferentes,mas sempre muito bem dotados.Via fitas eróticas e me deliciava com aqueles caralhos enormes,era com eles que eu sonhava,eram homens assim que eu desejava. Meu casamento se aproximava e a angustia tomava conta de mim.O que fazer? Devia contar o que sentia ao meu noivo? Devia desistir de tudo? Poderia eu continuar reprimindo isso dentro de mim até quando?…Foi quando uma viajem inesperada mudou minha vida. Paulo(meu noivo) insistiu tanto que eu concordei.Era importante para ele ir a aquele churrasco pois seu chefe o tinha convidado.Seria uma pequena reunião,apenas para a diretoria,sendo o meu noivo o único gerente a ser convidado.O chefe dele queria apresenta-lo para os outros diretores e nada melhor do que levar a sua noivinha para causar uma boa impressão,uma vez que todos eram casados e alguns levariam as esposas. Chegamos na chácara por volta das 10 da manhã.Fazia sol,o dia estava lindo…Fiquei encantada ao ser apresentada como a “futura esposa” do Paulo.Carlos(o chefe do meu noivo) se mostrou extremamente atencioso comigo e fez questão de me apresentar,pessoalmente,a todos.Não havia muitas pessoas,5 casais,eu e meu noivo,Carlos e algumas crianças.Alguém sugeriu que caíssemos na piscina e la fui eu vestir meu biquini.As minhas roupas e principalmente,o tamanho dos meus biquinis,sempre foram motivos de briga entre eu e meu noivo…: Por que???!!! O que tem demais???!!! Para comVocê não pode vestir isso!!!  Você não seria louca…!!! Pra que ele foiisso senão eu coloco o branquinho! dizer aquilo…vesti meu biquini preferido,um branquinho que tinha um top tipo cortininha,mal encobria os biquinhos dos seios e a parte de baixo era fio dental,daqueles que ficam totalmente enterrados na bundinha,hiper cavado,quase transparente…Fiquei um escândalo e estava disposta a fazer um maior ainda,caso ele me impedisse de sair do quarto. Enquanto caminhava ate a piscina fiquei encabulada pois estava achando que tinha exagerado,mas ao ver a esposa de um dos diretores usando um biquini tão ousado quanto o meu…sorri,estiquei a toalha por sobre uma cadeira e fiquei curtindo o sol.Não demorou muito e Joana(a tal Você é dasesposa) veio ate a mim,acomodando-se na cadeira ao lado. minhas,adorei o biquini! Dei risada,retribui o elogio e continuei a conversa.Foi um alívio te-la por perto,pois era a única,além de mim,a Ter menos de 30 anos.Conversamos,nadamos,nos bronzeamos,rindo e comentando sobre os homens que ali estavam e não tiravam os olhos de nós.Mas como o ambiente era familiar,a brincadeira de exibicionismo não foi além daquilo. O dia passou rápido,aos poucos as pessoas foram indo embora ate restar apenas eu,meu noivo,Joana e seu marido,dois homens solteiros e Carlos,o nosso anfitrião.Todos nós já tínhamos bebido bastante,já estava escurecendo e ainda continuávamos a beira da piscina bebendo e nos divertindo.Meu noivo estava bêbado e nem percebia o que se passava a sua volta.Os dois caras solteiros,além de não tirarem os olhos de mim,aproveitavam-se das brincadeiras na água para tirarem casquinhas do meu corpinho…um apertão aqui…uma passadinha de mão ali…mas o que estava realmente mexendo comigo era a cara de tarado que Carlos fazia toda vez que nossos olhares se cruzavam e,principalmente,o enorme volume em sua sunga,o qual a muito tempo ele não fazia mais questão nenhuma de tentar disfarçar.Aquilo me excitava de uma maneira louca…as brincadeiras na água…o chefinho do meu noivo me encarando…Paulo ali pertinho sem se dar conta de nada…Joana atiçando mais as brincadeiras…Ficamos assim por um bom tempo,ate a noite cair. Fui tomar um banho e aproveitei para refletir sobre a loucura que tinha sido aquele dia.Senti um desejo grande de me masturbar,mas me contive.Sai do banho e vesti uma camisetinha curta e um shortinho jeans apertadinho e bem enfiadinho no meu bumbum.Paulo estava bêbado mesmo e nem iria reparar.Ao chegar na sala vi que os 2 caras já tinham partido.Nesse momento percebi o perigo que seria ir embora com meu noivo naquele estado.Ele continuava a beber,ignorando meus apelos.Brigamos, Paulo discutiu comigo em vóz alta,me humilhou na frente de todos. Contrariada e morrendo de vergonha,sai correndo e fui chorar de raiva na piscina.Não demorou muito e o Carlos veio me ver,sentou do meu lado e começou a conversar comigo.Ele dizia para eu Ter calma pois já tinha mandado preparar um quarto para que eu e meu noivo passássemos a noite na chácara,que deixasse o Paulo a vontade pois ele estava apenas desafogando as pressões que estava vivendo na empresa e com os preparativos para o casamento.Sugeriu que eu fizesse o mesmo,relaxasse e aproveitasse o máximo da vida de solteira.Ele disse aquilo com um tom sarcástico na vóz e um sorriso safado no rosto.Ali estava eu,conversando lado a lado com o chefe do meu futuro marido,um homem de mais de 50 anos,divorciado…Que homem impressionante,autoritário,dominador…sempre mantinha todos sob o seu controle.E como estava em forma…tinha pelo menos 1,90 de altura,todo peludo,tórax largo,braços fortes,pernas grossas…ele continuava a falar coisas pra mim,me deixando toda arrepiada com o tom grave da sua vóz…: Você é uma garota muito bonita,jovem…deve Ter muitos sonhos e fantasias que ainda gostaria de realizar…não perca seu tempo com bobagens,aproveite as oportunidades…aproveite a vida…A noite esta quente,por que não nada um pouco? Realmente a noite estava linda,quente…mas disse que não,pois estava Deixa ele pra la…vamos coloca-lo na cama,ele vaipreocupada com meu noivo. dormir a noite toda e amanhã acorda se sentindo melhor…veja,a Joana esta vindo se despedir com o marido.Quando eles sairem,estaremos praticamente a sós… A cara de safado que ele fez ao dizer aquilo não me deixou dúvidas.Ele tinha muitas outras intenções para aquela noite. Joana me abraçou forte e me desejou boa sorte.Fiz cara de quem não entendeu e ela,dando um tapinha na minha bundinha Seu noivinho já esta dormindo no sofa da sala…acho difícil deledisse: acordar.Isso é bom,vocês podem fazer todo o barulho que quiserem….Quer um conselho? Faça tudo que ele mandar…você não vai se arrepender. Acompanhei o casal ate a porta ao lado do Carlos que me abraçava e acariciava minhas costas.Minhas pernas tremiam,o chefe do meu noivo era o homem que eu sempre idealizei nas minhas mais loucas fantasias….mas eram apenas fantasias,minha cabeça estava confusa,minha bucetinha encharcada de tesão…uma mistura de medo e excitação tomavam conta de mim.Eles se foram,meu noivo roncava deitado no sofa,Carlos me dizia qualquer coisa…eu não ouvia,minha cabeça rodava…sentia o corpo dele colado ao meu,eu estava de costas pra ele…suas mãos em minhas pernas iam subindo ao mesmo tempo que sua língua explorava meu pescoço, orelhas,rosto…Agora uma mão forte apertava meu seio e a outra movia meu rosto para trás…um beijo…sua língua áspera invadiu minha boca…um calor intenso tomou conta do meu corpo.Levantei meus braços,segurando sua cabeça e me entregando a aquele beijo delicioso.Com habilidade ele abriu meu shortinho e obrigou-me a curvar para frente,empinando o bumbum,para que ele o tirasse…Virei de frente e tive minha camiseta rasgada pelas mãos fortes daquele homem…Eu,apenas com uma minúscula calcinha,enfiadinha no bumbum,no meio da sala,beijando o chefe do meu noivo…tudo isso ali na frente dele.Olhava para o Paulo,deitado,inerte,alheio ao que se passava… Meu tesão se Não paramultiplicava toda vez que eu via meu noivo e ouvia Carlos dizer…: Putinha…olha pra ele…Vê,é só um corno! Corno! Essa palavra soava como afrodisíaco para mim.Carlos apertava os biquinhos dos meus seios…mordia minhas costas…beijava minha boca…Fui ficando maluca de desejo e não ofereci resistência quando ele,me puxando pelos cabelos mandou Ajoelha e chupa meu pau! Ajoelhada no chão,vi surgir diante de mim um caralho colossal,duro,com veias salientes e uma cabeçona vermelha…Era enorme,muito,mas muito maior do que o do meu noivo,maior até do que aqueles que via nas fitas eróticas…E muito mais grosso do que eu sequer tinha imaginado que pudesse existir.Tomei aquilo tudo nas mãos,precisava unir as duas para conseguir envolve-lo por completo…estava duro como aço,pulsava em minhas mãozinhas ameaçadoramente.Com a língua eu provei do gosto…Que delicia!!!! Gosto de homem…de macho…lambi toda extensão daquele mastro,ainda sem acreditar no tamanho daquilo…abri minha boca e abocanhei a enorme cabeça…forcei ate sentir em minha garganta,queria engolir tudo…mas era inúntil…além de grossa era grande demais…mesmo assim eu chupei…chupei…chupei como nunca tinha feito,chupei com desejo…gula…tesão…prazer…estar com um pau daqueles em minha boquinha era a realização de um sonho…E Carlos não parava de gemer e me chamar de Ummmm!!! Putinha…isso mesmo…chupa gostoso…Abre a boquinha e engole meu pau.. vadia…puta…cadela…: .Vai sua vaquinha,faz teu macho gozar. Eu manuseava aquele pau com as mãos ao mesmo tempo que mamava como uma vadia…queria que ele sentisse prazer…queria dar a ele o maior prazer…queria que ele gozasse em minha boca…queria beber a porra daquele macho delicioso.E não demorou muito tempo…Carlos segurou seu pau pela base com uma das mãos.Com a outra mantinha minha cabeça imóvel…Jatos quentes de esperma jorraram em minha boquinha…aquele líquido viscoso inundou minha boca com uma quantidade absurda… Eu,que sempre tinha sentido nojo,agora bebia desesperada todo aquele esperma… buscava com a língua o líquido que escorria dos meus lábios…abocanhava desesperada o caralho que ainda pulsava e esguinxava mais esperma…lambia meus dedos…esfregava a pica dele na minha boca…eu gemia…gemia…gemia…estava gozando.Um gozo inédito,pleno,gratificante…gozei chupando o pau do chefe do meu noivo.Virei meu rosto e vi o Paulo,deitado no sofa…Que belo corno ele era…ali pertinho de mim…Não resisti e fui ate ele,cheguei pertinho,dei um beijinho na boca dele, Você é uma putinha e ele um Corninho!!! Carlos riu alto,me chamou de vadia… disse: mesmo…vai pra piscina,eu vou colocar esse corno na cama e te encontro la. Vi Carlos pegar meu noivo no colo com extrema facilidade.Realmente ele era forte,seus músculos retesados…o corpo peludo…Que delicia de homem! Fui para a piscina,dei um mergulho,tirei a calcinha e fiquei nadando esperando meu Venha,deite-semacho.Ele voltou rápido,trazendo lâmina e creme de barbear: aqui. Deitei na cadeira,abri minhas pernas e deixei que ele espalhasse o creme para em seguida retirar todos os pelinhos de minha bucetinha.Eu sempre me depilava,porém não completamente.Deixava tufos de pelos sobre o púbis mas mantinha a região da virilha e os grandes lábios lisinhos,para poder usar meus biquininhos.Sempre sonhara em ser depilada por um homem como aquele…e agora mais um sonho estava se realizando.Ele me deixou lisinha…mandou que eu voltasse para a água,me lavasse…me deitou novamente na cadeira e…começou a me lamber,chupar,bolinar…Apenas meu noivo tinha feito sexo oral comigo,era gostoso,mas nada além disso.Carlos metia sua língua dentro de mim,mordia minha bucetinha,enfiava os dedos,mordiscava meu clitóris e…batia.Ele dava tapas na Gostaminha bucetinha que me arrancavam gritos.Doia,mas era tão gostoso…!!! Por favor…meQuer mais? Pede…Implora!!! Sim !!!! é bom… putinha? bate…bate na minha bucetinha!!! Siiiiim!!!! Morde!!!! Aaaaaaaiiiiiiii!!!!!!! Eu vou gozar!!!!!! Gozei como sempre quis Ter gozado…meu corpo convulsionava…espasmos de prazer me levaram aos céus…eu não gemia,gritava alto e forte sentindo aquela língua em minha bucetinha. Ainda me contorcendo de prazer vi ele se levantar,sentar sobre meus seios e…: Aaaaaaaaaaaiiiiiiiiii!!!!!!!!!!!!! Ele me deu um tremendo tapa na cara,em Gozou ? Sua Puta!!! Ele enfiou seu caralho emseguida cuspiu no meu rosto. minha boca,forçando ate o fundo da minha garganta…eu engasguei…me sufoquei…Ele recuava um pouco e tornava a meter fundo…eu me debatia desesperada.Carlos parecia se divertir com isso e batia em meu rosto com seu caralho…cuspia na cabeça do pau e mandava eu lamber…O curioso é que eu fiquei assustada,morrendo de medo com aquela violência.Mas estava delirando de tesão com aquilo…fazia manha,pedia para ele parar,dava gritinhos….mas fazia tudo isso lambendo aquele pau gostoso. Carlos abriu minhas pernas e posicionou seu pau na entrada da minha bucetinha…Eu já não via a hora dele meter tudo aquilo em mim,eu estava maluca de tesão…mas quando senti a cabeçona entrando em mim…Descrever em palavras é quase impossível.Minha bucetinha,ate então,so tinha recebido um pau médio de um ex namorado e o pintinho sem graça do meu noivo,nada que pudesse fazer frente àquela tora imensa que estava prestes a me invadir.Me senti virgem novamente,sendo deflorada por um verdadeiro macho.Ele investiu sem dó,decidido,implacável…o pau dele foi entrando,rasgando minha buceta,dividindo-a em duas….senti o pau dele em meu útero.Gritei alucinada…estava gozando novamente.Carlos se mexia lentamente, ele também Será que você aguenta tudo,putinha? Aguentarsentia meu utero com o seu pau…: tudo? Eu já me sentia completamente entupida por aque caralho…sobre o que ele estava falando? Colocando minhas pernas sobre seus ombros,segurando em minha cintura,mantendo meu corpinho a sua mercê…ele cravou o que faltava.A dor que senti se misturou ao prazer…sentia ele dentro de mim,fundo como nunca senti nada e ninguém.Suas bolas batiam em minha bundinha,cada vez mais fortes…O pau dele estava arrebentando minha bucetinha…seu suor pingava sobre mim…os gemidos…gritos…Ele socava forte e profundamente,mas doia demais,ele estava me arrebentando.Carlos percebeu que eu não aguentava e saiu de cima de mim,deitando-se na cadeira ao lado e me mandando subir nele,para cavalga-lo.Vi aquele homem deitado,com o seu mastro em pé,enorme…grosso….todo molhado com meus sucos…pulsando virilmente a espera da minha bucetinha faminta.Montei nele. Nessa posição eu podia controlar a penetração,obtendo prazer,apenas prazer. Apoiada com minhas pernas no chão e minhas mãos no peito dele,eu cavalgava alucinadamente,fazendo aquele caralho entrar e sair de minha bucetinha.As vezes deixava meu corpo cair sobre o dele,sentindo dentro de mim toda a envergadura daquele pau imenso…as vezes ficava so com a cabeçona dentro de mim,brincando de tirar e colocar…sentia que nunca mais seria a mesma…minha bucetinha estava larga como a de uma vaca…e era assim que ele me Isso sua vaca…rebola no meu pau!!! Vou arrombar vocêchamava agora. todinha…!!! Carlos apertava meus seios com as duas maos,me olhava fixamente nos olhos,sempre me chamando de vaca…mandando eu mexer…mexer…mexer…senti uma onda de prazer ir tomando conta do meu corpo,crescia…crescia…ate explodir num orgasmo tão forte que perdi o controle das forças e desabei sobre ele.Carlos,sem perder o rítmo,continuou a estocar da maneira que ele mais gostava.Forte e profundamente. Mesmo machucando,não tinha forças para impedi-lo,apenas suportava as estocadas e sentia cada fustigada ir multiplicando meu orgasmo…gozei…gozei…gozei novamente, um orgasmo maior e mais intenso ainda,sentindo meu macho gozar juntinho comigo,depositando seu esperma,desta vez,dentro de mim. Fiquei beijando aquele homem,ainda com seu membro dentro da minha bucetinha,como uma mulher apaixonada faz com quem ama…ele correspondia e acariciava meu corpo,apertava minha bundinha…mas não retribuia o Suaromantismo.Ele aproveitava-se da minha fragilidade para me humilhar…: vaca! Gosta de pau grande,não é? Gostou de levar minha rola na tua buceta…o corno do teu noivo não te satisfaz…então você gosta de meter chifres Eu nunca trai ele…não fala assim de mim.nele…você é uma puta mesmo. Nunca!!!! Com essa cara de vagabunda,fica difícil de acreditar…E o que mais você nunca fez? Aquilo me ofendia e também me provocava…Sim,eu me sentia como uma puta…saber que meu noivo dormia naquela casa…Ter chupado o pau do chefe dele…isso tudo me excitava,mexia comigo…meu lado submisso estava totalmente aflorado,queria ser a putinha daquele homem…queria ser dele…resolvi provoca-lo Nunca ninguém comeu meu bumbum.. Quer dizer que ninguém. também nunca meteu nessa bundinha???Isso não pode ficar assim… Ele falou aquilo apertando minha bundinha e cutucando meu cuzinho com os dedos.Eu ainda estava sobre ele e com seu pau dentro de mim…estava flácido,mas a medida que íamos conversando,foi crescendo…engrossando…endurecendo…A sensação que um pau como aquele,endurecendo dentro de mim pode causar é marvilhosa.Em instantes estava duro novamente e pronto para o ataque.Mas Carlos mandou que eu me Chupa minha pica,limpa com tua língua…levantasse e chupasse o seu pau: Obedeci e lambi aquele pau ate ficar limpinho,me deliciando com o gosto de nossos sucos misturados.Em seguida ele também se levantou e apontou a casa. Vamos entrar. Fui na frente,sendo segura pelos cabelos e levando tapas na bunda.Ele se portava como um sádico e eu,a mais submissa das mulheres.Eram tapas que ardiam na minha bundinha,doia mas estava divertido. Entramos na casa e ele me conduzio para a escada.Mandou que eu subisse de 4,como uma cadelinha,empinando o bumbum e dizendo o que eu queria…: comer minha bundinha…quero dar o cuzinho pra você…quero que você seja o primeiro a foder minha bundinha.. Vem meu macho! Vem. Eu devia estar louca.Realmente eu estava,passando em frente ao quarto onde Paulo dormia eu me levantei,deitei na cama,tirei sua bermuda e peguei naquele pintinho…: Acorda seu corno! Levanta,vem ver tua noivinha dando pro seu chefe! Carlos estava parado na porta,manuseando seu caralho e dizendo baixarias pra mim…Insisti ate meu noivo esboçar uma reação…Disse um monte de coisas pra ele…mas o coitado ainda dormia,bêbado demais pra entender o que se passava. Sai dali e fui direto para o outro quarto.Eu me deitei,abri minhas pernas e implorei para que Carlos fodesse minha buceta.Mas ele preferiu fazer outra coisa. Abrindo o armário ele pegou um cinto de couro…mandou que eu fosse ate a janela e me debruçasse,apoiando os Você é uma putinha muitocotovelos no para-peito e empinando a bundinha…: safada…vamos ver até onde você aguenta. A primeira cintada não doeu,disse isso a ele.Veio a Segunda um pouco mais forte,disse que também não tinha doido,disse que ele não era macho o bastante para me bater.Pra que disse aquilo…Seguiram-se golpes fortes e certeiros que estalavam em minha bundinha…cai de joelhos mas ele mandou que eu me levantasse e voltasse na posição que ele queria…foram dezenas de golpes de cinta em meu bumbum que me deixaram toda marcada,dolorida e extremamente excitada.Minha bundinha ardia, queimava…meu corpo também estava em brasas…minha bucetinha ensopada…não tinha mais controle das ações.Deitei na cama,bumbum pra cima,pernas abertas,mãos entrelaçadas na cabeceira da cama…Carlos cuspiu no meu cuzinho,passou o dedinho apenas por fora,lambuzando meu rabinho…sentou-se sobre minhas coxas…ele cuspia no pau e roçava no meu cuzinho,sem penetrar ou forçar,apenas Tem certezaSim!!!! Eu quero!!!!! Você quer? brincando…me provocando…: putinha? Se eu começar,só vou parar quando minhas bolas estiverem encostadas na tua bunda…meu pau vai arregaçar teu rabo…vou tirar sangue desse cuzinho Sim meu macho! Quero dar minha bundinha pra você.Me come! Porapertado… favor! Eu estava alucinada e realmente queria dar minha bundinha…mas foi só sentir aquela enorme cabeça encostada no meu cuzinho,começar a pressionar…para Para Carlos! É loucura! É grande demais,nuncaeu mudar de idéia na mesma hora: vou aguentar isso. Ele nem sequer me deu ouvidos e forçou passagem.Com as mãos eu tentei fazer com que ele desviasse o rumo da investida,mas um tapa em minha Fica quieta!Eu não vou pararbunda e uma ordem me fez ver que não ia adiantar.: agora. Entrei em desespero,comecei a gritar por socorro…A me debater…A tentar sair dali…Mas ele,com seus 1,90m e mais de 100kg de músculos me dominava com facilidade.E Carlos não tinha o menor pudor,mandava eu gritar mais alto ainda,queria que eu acordasse meu noivo.Sem contar que aquela era a situação que mais o excitava. Tinha uma garota totalmente subjulgada a ele.Eu estava impotente diante da força bruta daquele homem que batia em minha bunda,puxava meus cabelos,me apertava… Seu pau permanecia entre minha bundinha,forçando meu cuzinho…Me sentia arrombada apenas por sentir aquilo encostado la…A cada movimento que eu fazia,o pau dele cutucava mais…Carlos ria,se divertindo com meu desespero,usando sua força para me manter quieta…Ele deu uma estocada forte…o golpe fez com que entrasse um pouquinho.Gritei alto,desesperada…Mais um golpe e a cabeçona enorme entrou inteira.Gritei mais alto ainda,tentei me virar,sair debaixo dele e na luta para me soltar acabei empinado a bundinha e…senti um bom pedaço invadindo meu cuzinho.Foi impossível conter as lágrimas,a dor era intensa.Carlos foi implacável…segurou meus pulsos com uma das mãos.Com a outra,segurou minha nuca imobilizando-me pelo pescoço.Num golpe impiedoso ele cravou seu caralho no meu cuzinho,de uma só vez,ate suas bolas encostarem na minha bucetinha,ate Ter minha bundinha dividida pelo seu pau…rasgando meu cuzinho…enterrando toda a sua tora dentro de mim.Gritei com toda a força dos meus pulmões…chorava… tremia… gemia…berrava.Tinha dentro do meu cuzinho um pau descomunal…estava sendo currada pelo chefe do meu noivo…Paulo estava no quarto ao lado…minha bundinha estava sendo deflorada por aquele homem gostoso,peludo,forte,malvado…Foi demais pra mim,gozei,desta vez um gozo absurdo,maior do que todos naquela noite,mais intenso do que eu jamais havia sonhado poder sentir…um gozo que parecia não Ter fim. Parei de reclamar para apenas gemer…queria dizer que estava gostando mas as palavras saiam disconexas…Carlos ficou um tempo sem se mexer,apenas curtindo meu delirio.Mas quando seu pau começou a estocar dentro de mim…Aquela coisa enorme me preenchia totalmente…era muito grande,não conseguia me movimentar.Ele metia fundo,forçava mais,como se tentasse enfiar as bolas do seu saco também.Deixei ele meter como queria,limitando-me a gemer e gritar.Carlos me fodia com vigor, deliciando-se com meu desespero…ele agora sacava quase tudo e enfiava violentamente…as bolas batiam em minha bunda…o pau dele arregaçava meu cuzinho…A dor se misturava com o prazer…eu delirava e não parava de gozar.Tirou a pica,mandou eu ficar de 4 sobre a cama.As estocadas agora eram mais vigorosas ainda.Meu corpo ia pra frente a cada golpe,só não caia porque ele me mantinha na posição,segurando-me pelos cabelos…e ele puxava meus cabelos com força ao mesmo tempo que tentava me partir ao meio com seu cacete.Tapas,puxões,mordidas…tudo isso acontecia ao mesmo tempo…e eu empinava a bundinha mais e mais,queria que ele acabasse comigo…queria que ele me matasse de prazer.Sem tirar do meu cuzinho,ele mandou que eu me levantasse e andasse ate a parede do quarto.Agora,prensada entre a parede e o corpanzil do Carlos,eu tinha minha bundinha fodida com extrema violência.As estocadas eram tão fortes que meu corpo ficava suspenso no ar,preso apenas pelo caralho dele…meus pés não tocavam o chão…meu cuzinho doia mas meu prazer era proporcional a dor…quanto mais doia…mais forte eu gozava.Urrando como um animal ele finalmente gozou.Senti seu pau pulsando dentro de mim…A porra quente queimando meu cuzinho,totalmente diferente de quando ele gozou na bucetinha.Minhas pernas tremiam…meu corpo em espasmos…Carlos foi sacando seu pau de dentro de mim…Cai no chão. Me arrastando fui para o quarto do meu noivo,toda melada de esperma, completamente arrombada,cheirando a sexo,com marcas de chupadas,mordidas e golpes de cinta pelo corpo.Eu estava realizada,feliz…Deitei ao lado dele e adormeci,sentindo ainda as ondas de prazer em meu corpo. Acordei no dia seguinte sozinha no quarto,estava nua e pela claridade pude conferir que as marcas ainda estavam em meu corpo.Fui falar com meu noivo e,como desconfiei,Paulo vira não somente as marcas,como também a minha bucetinha depilada.Senti vontade de contar tudo que tinha acontecido,senti vontade de dizer a verdade…Mas não o fiz.Disse que tinha me depilado para poder usar o biquini e quanto as marca,comentei que devia ser alguma alergia.Temia pelo nosso futuro mas a reação dele me fez ver que eu tinha escolhido o cara perfeito para ser meu marido.Ele simplesmente acreditou. Dois meses depois nos casamos e estamos juntos ate hoje.São 6 anos de casamento e durante todos esses anos,ele foi o homem que soube me fazer feliz,assumindo o papel do corno manso,incentivando minhas fantasias,apoiando minhas decisões e ate selecionando meus amantes.Paulo participa de algumas transas como observador,ele adora me ver em ação.Mas essa estória que contei,ele nunca sequer desconfiou.Assim como algumas outras coisinhas que aprontei durante esse tempo e que pretendo revelar a ele e a vocês. Escrevam para cristineputinha@usa.net Beijos a todos Cristine.

Experiencia inesquecÍvel

    O que vou relatar aconteceu a cerca de 15 anos atras, na epoca eu era viajante autônomo (comprava confecções em São Paulo e as revendia a comerciantes do norte e leste de Minas).
   Em uma de minhas viagens a Montes Claros vi um carro parado na beira da estrada e um casal pedindo ajuda, parei e me prontifiquei a ajuda-los, apos as apresentações, eu me chamo Carlos e na epoca tinha 45 anos o casal era Renato e Vilma que aparentavam terem cerca de 50 anos, resolvemos que eu voltaria com a Vilma a procura de um mecanico enquanto o Renato ficaria esperando no carro.
   Deixei a Vilma em um hotel e fui com o mecanico consertar o carro, apos isso, voltamos para a cidade e como ja era de tardinha, resolvi tambem a ficar no hotel e seguir viagem no dia seguinte.
   Apos nos acomodarmos no hotel, fomos dar umas voltas a pé pela cidade( ocasião em que Renato comprou algumas garrafas de vinho) e procurar um respaurante para jantarmos.
   Em torno das 21 horas fomos para o hotel, e ao passar em frente ao quarto do casal, eles me convidam para entrar e tomarmos vinho juntos, como ainda era cedo, eu aceitei.
   Começamos a beber e conversar e quanto mais bebíamos mais apimentado ficava o assunto, foi nessa hora que a Vilma fala em tomar banho, quando ela voltou, o assunto era sobre sexo e falavamos inclusive sobre intimidades sexuais, nessa hora o Renato dá um beijo em Vilma, no movimento ela inclina o corpo e abre um pouco as pernas, foi o suficiente para eu perceber que ela estava sem calcinha, logicamente meu cacete subiu na hora e eles perceberam, Renato falou em ir ao banheiro e a Vilma aproveitou para falar que queria me agradecer, me abraçou e me deu um beijo, fiquei apavorado, ela me acalmou falando que estava tudo combinado, inclusive o Renato estava nos olhando, olhei para a porta do banheiro e vi a sombra do Renato olhando pela fresta da porta.(aporta não estava fechada totalmente).
    Me acalmei e começamos o amasso, em pouco tempo, estavamos pelados em cima da cama, eu tinha esquecido por completo do Renato. eu chupava ora os peitos ora a buceta da Vilma ate que não aquentando mais, atolei o cacete em sua buceta e com poucas bombadas eu gozei, foi só eu sair de cima dela e o Renato chegou para chupa-la e lamber a porra que saia de dentro, foi a vez dela gozar, começou a retesar os musculos e a gemer ate que teve o orgasmo.
    Apos isso, trocamos as posições, eu fiquei chupando a buceta da Vilma e o Renato os peitos ate que ela gozou novamente, apos isso ela me chupou e au Renato tambem.
    No dia seguinte fomos para Montes Claros e ficamos transando de 3 por toda a semana. Este relacionamento durou cerca de 3 anos,e cada vez com mais liberdade entre nos, inclusive entre eu e Renato a ponto de nos satisfazermos entre nos nos dias em que a Vilma não podia participár( moravamos no interior de
Minas em cidades proximas de modo que podíamos nos encontrar de vez em quando.
    Depois eu vim a saber que eles faziam esse tipo de sexo a muito tempo, inclusive a viagem que fizeram foi com esse intuito de conseguir uma pessoa para transar a 3 (podendo ser homem ou mulher).
    Hoje tenho 65 anos e ja não tenho esperança de repetir essa experiencia maravilhosa que foi o período mais maravilhoso de toda a minha vida sexual.
    Um abraço a todos que lerem esse relato
                                                       Carlos
   lcclvirtual@bol.com.br

Tia consuelo e eu

Tive que passar uns dias na casa de meus tios em de Belo Horizonte, pois estava com um tio muito doente, e a pedido de meus pais não pude recusar. Ao chegar pude notar como tudo estava mudado, meu tio realmente estava mal e minha tia um tanto que abatida, talves por causa das noites mal dormidas tendo que cuidar do meu tio. Mas vamos ao que interessa, numa bendita 2ª feira tivemos que ir ao centro da cidade eu e minha tia, pegamos o onibus que estava muito cheio, minha tia ficou justamente em minha frente e não pude como evitar de encostar em sua bunda que diga-se de passagem é bem grande, minha tia não é lá assim um tanto que boazuda, mas como gosto de mulheres com bundas e seios grandes para mim ela é perfeita, sempre notei estes detalhes nela mas sem maiores interesses, como estava dizendo ao ter sempre que ficar encostando em sua bunda nãop tive que meu pau ficasse duro como pedra, sei que ela sentiu pois no começo ela tentou sair mas como já disse o onibus estava muito cheio não teve como, fiquei um tanto que bastante constrangido com a situação mas fazer o que, tentei procurar pensar em outras coisas para evitar a ereção mas não conseguia, seguimos desta forma até descermos no local indicado. Resolvemos o que tinhamos para resolver mal mal trocando palavras, nada se comentou sobre o assunto, retormamos para casa e sem graça tomei um banho e fui para o quarto onde iria ficar durante estes dias em que iria ficar com eles, não conseguia para de pensar na situação e já estava ficando com o pau duro novamente, notei quando meus tios se recolheram para dormir e fiquei pensando se minha tia comentasse o ocorrido a meus pais, estava frito, tinha que de alguma forma pedir desculpas para minha tia mas como entrar no assunto se ela não havia trocado nenhuma palavra comigo depois que chegamos da cidade, estava me sentindo como um aproveitador, as horas foram passando e nada de pegar no sono, quando ao passar olhar pela porta do quarto que estava so encostada notei que vulto havia passado em direção a cozinha, levantei e fui atrás pensando ser meu tio que estava precisando de alguma coisa e dei com o s burros nágua era minha tia trajando um camisola preta semi transparente, perguntei sobre meu tio meio sem jeito e ela me respondeu que estava dormindo havia tomado os remedios e que os remedios faziam ele dormir como pedra, resolvi pedir desculpas pelo ocorrido, e expliquei que não pude me conter e que não comentasse nada a meus pais pois assim não sei como iriam reagir, ela me disse que tudo bem porém que isso não acontesse novamente, pensei comigo que pena, mas afirmei possitivamente com a cabeça, ela se levantou e foi até o fogão preparar alguma coisa para eu comer, apesar da minha confirmação não pude deixar de notar aquela bunda debaixo da camisola com a calcinha toda em seu rego, fiquei na hora com o pu duro novamente e não deu para esconder pois a calça a qual eu estava era de moleton e sem cueca, minha tia pediu que me levantasse e que fosse pegar o que ela havia preparado, meio sem jeito levantei e fui torcendo para que minha tia na virasse e me visse naquela situação, coisa que não aconteceu ela se virou e fixou os olhos exatamente em direção ao meu caralho e não tirou mais parecia que havia feito de proposito, no decorrer da refeição ela me perguntou se era do meu costume ficar assim, falei que sim e que não estava me conseguindo controlar que iria tentar desviar toda vez pois tinha uma tara muito grande por mulheres de bundas e seios grandes, ela apenas sorriu, Terminei o lanche e fui para o quarto quando para meu espanto que me aparece e se senta na beirada de minha cama minha tia, falando que no fundo havia gostado de saber que ainda estava deixando homens com certo tesão pois depois da doença do meu tio ela apesar de estar tendo uma vida sexual ativa não estava tendo tempo para notar estas coisas. Falei que poderia ficar bastante feliz e que tudo resolveria assim que meu tio ficasse bom, e ela respondeu – mas não sei se vou conseguir esperar pois voce meu sobrinho despertou um desejo em mim que há muito não acontecia falando isto levantou e segui em direção a porta, pensei que fosse para seu quarto se deitar mas para meu espanto ela apenas trancou a porta se virou e deixou a camisola cair ficando só de calcinhas, quase tive um ataque ao ver minha tia em minha frente com aqueles seios meio que caidos mas com uns bicos durinhos, me falou voce provocou um incendio agora vai ter que apagar, falando isto caminhou em minha direção e me lascou um beijo que fiquei sem folego por tamanha a sua sede. retribui e começamos ali mesmo um ato de prazer incontrolavel arranquei suas calcinhas e chupei como não havia chupado ninguém antes e também fui retribuido da mesma forma perdi quantas foram as vezes que a vi gozando em minha boca, muitas foram as vezes que me controlei para não encher sua boca com meu esperma, ela sempre soltando gemidos que mais me provocava, quando a virei soltei outro beijo e nos acariciamos por uns segundos e ela mais que depressa pediu que lhe tirasse o atrasado e que queria realizar todas as suas fantasia antes não realizadas, obedeci de imediato a coloquei de quatro e introduzi vagarosamente meu pau em sua xoxota que estava pegando fogo e não sei se conseguiria apagar, fui introduzindo bem devagar para que ela sentisse milimetro por milinetro, ela sempre gemendo ou chorando não sei ao certo, apos introduzir todo o meu pau comecei um entra e sai e acabei por gozar que achei que não mais acabaria, e cai de lado como um coelho meio que exausto e ela não me deu folga dizendo que o fogo apenas estava começando a se alastrar, ela me chupou novamente o que de imediato ele respondeu, para sacanear disse que iria com certeza naquele momento realizar uma de suas fantasias mesmo sem ela ter falado, coloquei-a novamente de quatro e dei varios beijos seguidos em seu cú, e ela dissse que esta era uma fantasia a qual ela não realizaria mas não saiu também da posição em que se encontrav, enfiei a lingua em seu cú e deslisava pelo rego afora e tornava a enfiar, levantei e posisionei o pau, ela a pediu que não colocasse pois iria doer muito pelo fato de jamais ter feito sexo anal, concordei e atolei o pau em sua buceta mas só para lubrificar, quando ela achou que estava livre tirei o pau como havia feito antes e introduzi de uma so vez em seu cú, ela só não gritou para não acordar meu tio, imagino o quanto deve ter doido pois meu pau ficou ardendo, ela começou a falar palavrões comigo e tentar retirar mas agarrei de tal forma que não a deixei sair até que ela se acostumou com a dor e falou comigo, faça de sua tia sua puta, sua cachorra sua amante, sua mulher, mas por favor me faça feliz, vai fode com toda a força este seu cú que acaba de arrombar meu macho, acho que era disso que eu precisava um homem que me pegasse a força e me desse este prazer incontrolavel que sinto agora. Falando assim gozei novamente em seu cú, e com o pau ainda duro fizemos um papai mamãe no qual dava-lhe cada estocada que ela jamais esquecerá, naquela noite trepamos mais vezes, quando acordei já era por volta de dez horas, tomei um banho e fui até a cozinha, meu tio estava mais disposto e resolveu fazer uma caminhada mas queria ir sozinho para não parecer que estava sendo vigiado, concordei e só avisei para não ir muito longe, ao sair fui até o quarto e deparo bem defrente com minha tia dizendo que para aproveitar a saida do meu tio para podermos transarmos novamente confesso que não aguentava mais nada mas ao sentir a mão de minha tia em meu pau nao me contive sentei na beirada da cama abaixei shorte até a altura do joelho minha tia suspendeu a saia e sentou-se, sua buceta engoliu meu todinho que quase consome também com as bolas e começou um sobe e desce maravilhoso, custei para gozar e minha tia parecia que seu gozo não tinha fim, só paramos quando escutamos meu tio chamando por ela avisando que tinha chegado, dei graças pois assim ela terminaria comigo. Hoje vivemos juntos ela eu e meu tio, sei que suas vidas voltaram ao normal, meu tio começou a trabalhar novamente e transamos ate hoje da hora que meu tio sai até quase a hora que ele chega. Comemos hoje uma das melhores mulheres.

Estou ficando louca e ele tambem

Caros leitores, É a primeira vez que envio um conto, na verdade é a 2ª vez que ecesso este site, mas vamos ao que interessa, trabalho em uma empresa familiar e sou a segunda pessoa a chegar antes de mim chega um rapaz alto, não muito bonito, um pouco gordinho, 1,80m de altura, mas para falar a verdade tem uma educação fora do comum, certa vez notei que me sempre me olhava, por onde eu ia ele sempre estava a me olhar, no começo achei isto um absurdo mas pois nunca deixei margem para este tipo de atitude dele, sempre me visto com uma calça jeans e blusas normal para o dia a dia de trabalho, uma vez estava quase chegando para ele e perguntando o que ele tanto me olhava mas não tive coragem, na segunda-feira passada ao cruzarmos no corredor olhei para tras e vi que parou e me olhava como um tarado para minha bunda, fiquei muito sem graça e até pensei em falar com meu marido que por sinal também trabalha na mesma empresa que eu, mas me contive, este ocorrido não me sai mais da cabeça, e até confesso que hoje gosto que ele me olhe assim, até pensei em dar mais liberdade para ele para que possamos conversar mais, outro dia notei que ele estava muito concentrado em seu computador e logo pedi que ele fosse em outra sala e corri até seu micro e foi ai que descobri que ele neste site, isto me deixou mais ligada a ele pois apesar dos olhares dele ele nunca que faltou com respeito, confesso que não consigo tira-lo da cabeça, outro dia chamei-o até minha mesa a fim que ele me explicasse algumas formulas no excell mas juro chamei sem maldade e quando pude perceber ele estava de olho em meus seios pois neste dia estava eu sem sutiã, na hora fiquei desconcertada e quando ele saia pude notar que ele estava excitado pois o volume em sua calça social era enorme, agora sempre procuro ir trabalhar com roupas mais soltas pois este intersse dele por mim confesso que também me deixa um tanto que excitada e já até sonhei com ele em que neste sonho trasavamos como loucos, coisa que nunca fiz com meu marido neste sonho estavamos fazendo, ontem quando ele foi ao banheiro fui atras so para cruzarmos o corredor quando ele saisse do banheiro, tenho vontade de poder chegar até ele e chama-lo para sairmos ou almoçarmos juntos mas não sei como fazer pois todos os dias almoço com meu marido, e não sei qual seria a desculpa dar ao meu marido, sei que meu marido me trai pois inumeras vezes o peguei cantando e até marcando encontros com as meninas que conosco trabalham, mas eu quero sair com este rapaz o qual não falarei o nome não para me vingar e sim porque estou despertando um interesse tão grande por ele qie não consigo resistir, fico me exibindo para ele sempre que cruzo o seu caminho, sempre vou até sua sala perguntar-lhe coisas sem nexo só para deixa-lo exitado ou até para poder ver o que ele tanto ve no seu computador apesar de já saber o que é. Caros leitores não sei como fazer pois sei que ele é doido para sair comigo e eu também com ele mas talvez por ser sua chefe ele tenha até receio de fazer comigo os mesmos elogios que ele faz com as meninas aqui do escritorio e confesso que fico até um pouco enciumada, outro dia ele deu um abraço de aniversário em uma de minhas funcionárias que ele encaixou tudo em seu corpo que a funcionária apesar de ter gostado deu um tapinha nas costas chamando-o de tarado achou que não tinha escutado mas escutei, vagabunda pensei comigo, aposto que deve ter gostado e fica dando uma de puritana, será que no meu aniver eu também ganharei um abraço desses, se ganhar vou lhe apertar pois quero sentir todo o seu volume entre minhas pernas mesmo que seja por cima das calças. Quem tiver algum conselho de como me proceder com ele favor entrem em contato atrvés de e-mail pois estou ficando doida de tesão e sei que ele também, quando transo com meu marido juro que só penso nele. me ajudem

Sou louco por buceta

A vida da gente e uma longa caminhada,e nela aparece muita coisa de prazeres na vida e desde moleque sempre fui louco por buceta,minha mae alugava uns quartos para moças solteiras e eu molequinho sempre tava perto das meninas,lembro-me uma vez que tinha uma loira de uns 20 anos peito grande e bunda maravilhosa toquei mais de mil punhetas pra ela um dia tava frio e ela me chamou pra deitar com ela embaixo do cobertor que delicia aquele corpo quente eu deveria ter uns 8 anos e ela pegou meu pintinho e colocou na boca e mamou eu senti coisas maravilhosas e ate hoje que to com 40 anos e uma das coisas que mais gosto e uma boa chupado no meu pau, ela me ensinou muita putaria pra um menino da minha idade,e sempre tinha um rodizio de mulheres nos quartos alugados ai uma arrumava a outra pra fazer uma putaria gostosa, fui ficando mais velho e pegando muita experiencia na arte de fazer amor com as mulheres,lembro-me que um dia apareceu um mulher deveria ter uns 30 anos eu ja estava com 18 sou branco tenho um cacete de mais ou menos l8 centimetros mas nunca tive problema com ele nem com tamanho por que sei que as mulheres nao gostam de sentir dor e sim prazer nunca tinha feito amor com uma mulher de cor e devido ao tamanho dela fiquei com um pouco de medo,tamanho que me refiro e tamanho do peito e da bunda fiquei louco pra fode-la e nao via a hora de isso acontecer tomei banho passei bastante perfume, bati um punheta antes, pensando que com isso demoro a gozar, beleza fomos ao motel essa morena tinha os labios grossos, deitei chupei ela do dedo do pe ,joelho, barriga peito pescoço beijei na boca muito tempo chupando a lingua ,descendo ate a buceta dela e la ficando por um bom tempo ela quase me arrancou os cabelos passei a lingua no grelo dela nesse instante a buceta dela tava toda molhada alias muito molhada, e enfiei o dedo na porta do cu dela e nao enfiei o dedo mas o cu dela foi se abrindo devagar e meu dedo mais grosso entrou ate o final ,e cu dela la dentro ficou piscando que sensação maravilhosa ver uma mulher daquele tamano se retorcendo de tanto prazer,depois ela veio e retribuiu uma deliciosa chupada no meu pau,engolindo quase todo meu cacete e o mais interessante e que ela engolia o meu pau e quase no final passava a lingua no meu saco com o pinto na boca que loucura,fudemos muito e no final e me perguntou onde eu tinha aprendido a fuder tao gostoso desse jeito, e que devido a chupada na buceta e o dedo no cu ao mesmo instante queria que eu comesse seu cu, sou tao bao nisso que nao preciso esses negocios de lubrificantes, o negocio e saber usar o lubrificante da propria buceta, um pouco de calma na hora de colocar o pau e deixar que ela engula seu pau e depois que entra a cabeça aos poucos voce vai embalando e perto de gozar embale ao maximo ela adora o barulho do saco batendo na buceta,e gozei muito nas costa e bunda,de la para ca tenho tido muitas aventuras praseirozas que aos poucos vou contando, eu adora fazer amor com mulheres loiras e se tiver olhos verdes ou azul parece que alem de tezao fodo com amor por isso se voce for loira de campo grande ms, me manda imail e vamos gozar muito

Demorou mais comi a bucetinha da minha afilhada.

Oi pessoal,é a primeira vez que relato algu sobri minha vida intima,sempre li contos eròticos
mais nunca tive coragem de contar o que mi aconteceu.
vou usar nomes fiquiticios p/ ficar mais facil.
sou moreno 1.8 de altura e n sou nenhum galan de novela das oito,tenho uma esposa muito linda (ana) de 1.7 de altura cabelos e olhos castanhos,e uma filha de 14 anos que se chama(paula),dos seus 13 anos pra cá venho olhado pra ela de forma diferente pois ela sempre da um geito de mim deixar exitado,ou constrangido com as coisas que ela faz.
serto dia estava eu sentado no sofa de casa quando ela chegou e sentou do meu lado,um pouco afastada e deitose com os pès no meu colo,logo comecei a ficar exita pois os pes dela estava tocando no meu pau,( eu estava so de calsao e sem cueca) pois n goto de usar cueca em ksa,
pois bem ela sentil que eu estava ficando de pau duro e começou e mexer os pès,mi leventei rapido e fui ate a cozinha pra desfasar, ela foi atraz de mim depois de alguns minutos, e perguntou o que teria acontescido,por que eu estava suando frio?
ela mi abraçou e mi apertou com força pedindo pra eu n ficar daquele geito pois ela estava sentindo a mesma coisa.
nisso sua mae liga e dias que vai chegar um pouco tarde, pois todo sababo sua chefi lhi pedi pra ficar ete mais tarde,pra fazer balanço,e como eu trabalho so de segunda e sexta estava em ksa com paula que apenas estuda.
pois bem, paula disse que eu n fica-se daquele geito pois ela estava sentindo a mesma coisa,ela peguo minha mao e disse_ olhe meu coraçao como esta betendo rapido,e colocou minha mao sobre seu peito fui as nuvens aquele peitinho pequeno, branquinho,n aguentei e apertei um pouco ela forçou sua mao e dise que eu poderia aperta o quanto eu quizesse que aqueles peitinhos eram meus,olhei pro olhos dela e perguntei se ela sabia o que estava fazendo/ela disse se n soubece ja teria saido de perto demim e que eu estava perdendo tempo.peguei ela com força beigei ela como nunca tinha beijado mulher nunhuma na mimha vida,beijei seu pescoço e fui descendo ate seus peitinhos, ela mi empura contra a parede e puxa meu calsao,ela se coloca de coca e começa a bater uma ponheta espetacular, n demora muito e cai de boca no meu casate que a esta altura ja estava letejando de tamanho tezao que eu estava sentindo.
coloco ela em cima da mesa e sem demoras tiro sua roupa e tenho aquela visao que mi deichou por alguns segundos imovel e sem assao, uma bucetinha linda com poucas pelugens,e bem vermelhinha,ela pedi que eu a chupe a faça gozar,foi o que eu fiz por uns 15 minutos chupo gostoso aquela bucetinha ete ele gozar em minha boca, meu pau continua ereto e coloco ela de costa pra mim e devagar vou pincelando sua bucetinha e colocando a cabecinha dentro dela ela da gemidos e pedi que eu coloque tudo, vou almentando as bombadas e coloco ate o talo, paro um pouco e fico sentindo meu pau dentro dela e ela começa a rebola e pedir para eu fuleda do geito que eu fodu a mae dela, que todo dia que eu trepava com a mae dela ela ficava se masturbando ouvindo tudo e pensando em como seria eu fudendo ele,ouvindo isso eu fico doido de tezao, fico uns 20minutos fudendo a buceta dela ate eu gozar bem la dentro.depois ela pede pra eu deixar ela limpar a porra que estava escorendono do meu cacete
e bem devagar vai passando a lingua em toda e estensao do meu pau e chupando com muito gosto.
levei ela pro banheiro e dei um banho nela,onde ela mi fez outro boqueti.
desse dia em diante ela vem mi dando a buceta sempre que sua mae faz balanço no trabalho.
agora estou tentando comer o cuzinho dela que deve ser um loucura, ja tive algumas oportunidades,mais ela mi disse que estava se-preparando.

Eu vi minha amiga fudendo ao vivo

                     Oi galera. meu nome é isaac, moro em Natal-rn. sou branco, olhos e cabelos castanhos,165 de altura,71 kg. e tenho 35 anos hj. mas a historia q. vou contar aconteceu no ano de 1991. Eu tinha nessa epoca 21 anos , corpo bem definido,musculos bem apresentados, sempre estava praticando exercicios fisicos . como: correr, pegar peso, pedalar por ai, nadar ( sempre q. ia a praia).e adorava subir o morro do careca na praia de Ponta Negra. enfim…minha mulher com mais ou menos 31 anos. ela e´dez anos mais velha q. eu. mas agente se entendia muito bem na cama.ela morena . 160 altura corpinho bonito. muito simpatica . sempre mais cabeça do q. eu pensava. Nossa amiga Cinara na epoca com seus 19 anos. magrinha gostosa , com seus apetitosos seios medios bem cheios ,bundinha peq. bem redodinha e com sua bucetinha cabeluda bem loirinha. tem os cabelos encaracolados ,piradinhos ,bem bonito pra ela. e tambem seu amigo Luis ,cara legal , muito simpatico , de bom papo e de seus 180 de altura cerca de 85 kgs. magro e bem definido. bem … num fim de semana eu liguei pra minha mulher q. naquela epoca era minha namora. e marcamos de se encontrar na praia dos artista . que pra mim sair da casa dos meus pais ate a praia dos artistas levaria mais ou menos uns 45mints. e minha namorada deveria tambem chegar ao lugar marcado em mais ou menos 1 hr. o onibus q. eu iria ja me deixaria na praia . e o q. ela vinha la da zona sul deixaria um pouco longe e teria q. pegar um outro onibus ate chegar a praia e o lugar q. marcamos . quando nos encontramos nos comprimentamos em beijos e tal, depois ela falou …–vamos ligar pra Cinara pra ela vir tambem e 1 hr depois ela chega . nos sentamos num barzinho, e pedimos duas coca-cola e ficamos nos planejando… o q. fazer pra não ir pra casa cedo . (22:30 hrs) por ai. pois ficariamos de bobeira na rua . noite de sabado sempre promete. nas conversas surje o nome de Abdias. um amigo q. tem carro , sempre estava com agente curtindo . mas o cara é o tipo da noite ,o dia é so pra ele dormir. ligamos pra ele e veio tambem afim de se juntar e ficamos sem se preocupar em como voltar pra casa… derepente Cinara q. é meio louca , disse vamos passar na casa do Luis , ele mora no alecrim . É um bairro perto da praia muito comercial. chegamos la na casa do Luis e Cinara foi logo chamando alto ja da rua assim q. desceu do carro . – Luis. -O Luis! e foi entrando na area da casa e de repente o Luis aparece na porta e diz.-Oi, q. foi tudo bem?
Cinara diz. – tudo. vamos sair da uma volta e tal. e enquanto isso agente estava no carro do Abdias esperando e eu nem sabia quem era o cara e tal. passado 30mints. depois vem o Luis e Cinara entram no carro e vamos pra outro bar perto dali da casa do Luis . tomamos umas cocas e cervejas e saimos pra ir a praia de Ponta Negra, cheia de turista e o comecio ambulante roda solto la na praia apartir das 18:00 hrs no calçadão. no caminho param o carro num posto pra abstercer e passam na lojinha do posto pra comprar uma bebida quente pra gente tomar la na praia . e fomos a praia . deixamos o carro num lugar perto dos taxistas e fomos caminhar em direção ao morro do careca… quando chegamos fomos percebendo q. Cinara e Luis ja estavam se beijando e com mais uns amassos … eu, leninha minha namorada e o Abdias fomos subindo um pouco o morro e ficamos sentados a mais ou menos uns tres ou quatro metros de altura da base do morro . um ceu de lua e estrelas q. dava uma visão bem legal do ambiente ate onde a vista alcançava…e depois da gente se deleitar com a paisagem , veio Cinara e o Luis subindo o morro devagar e ficarão conversando e se beijando um pouco a baixo de onde agente estava , o Luis tirou a camisa , o sapato e foi tirando a blusa da Cinara deixando com os peitos nu e foi chupando e amasssando . leninha ficou encabulada e disse q. não tinha nada a ver eles ficarem se amassando ali. na frente da gente q. era um ato legal é muito intimo.e essas coisas de moral… O Abdias falou so pra gente ali ,os tres. deixa as crianças se divertir , isso pra eles é normal … ja tirando o peso da situação… foi levando um papo na boa… derepente eu com olhar fixo nos dois ali na frente … Cinara se abaixa e começa a dar chupadinhas no pau do Luis q. ja passa a uma situação de tesão pra mim . leninha ja estava mostrando seu cimes e me puxava pra não ver as cenas dos dois … ai eu disse. Qual é ? tu não tem a coragem dela e fica com esse seus pensamentos tabus na cabeça e querendo que eu siga …. então vejo a Cinara sentar no pau do Luis e gemendo …ai ai ai que gostoso vai devagar … ai eu fui pra ver mais de perto por tras de Cinara q. estava sentada no pau do Luis e de frente pra ele enquanto ia lhe sugando os seu seios … eu um pau de mais ou menos uns 22cms entrando de buceta a dentro e ela aguentando sem dor , uma menina descolada sem tabu na cabeça e q. gostava de fuder não inportava onde … mais era fuder… quando eles gozaram , ficaram um encia do outro descansando . quando se recuperam desceram o morro e foram tomar banho de mar nus …deixando suas ruopas perto da gente …qual não me foi a surpresa eles demorarem … fudendo dentro da agua , de noite …ate q. o clima não tava frio… eles aproveitaram tudo q. tinham de tempo e fuderam de novo pela terceira vez no pé do morro … e foram de novo tomar banho e voltaram logo, vestiram-se e fomos embora da praia com aqueles dois corajosos fudendo na praia ,ao luar na frente da gente e sem ter o menor seentimento de culpa ou ofesa as pessoas q. estavam perto deles … hj , o Luis vive em curitiba , é musico e ta vivendo por la… A Cinara tem tres filhas de dois casamentos e vive na frança. sempre tem contato com agente. eu e Leninha somos casados e vivemos não muito bem … mas tamos tentando a vida sempre. temos duas filhas q. amamos muito, O Abdias tambem é musico não casou e é um cara q. gosta de garotos ,…ate paga motel pra ir com eles … sempre agente se emcomtra por ai mais não tem aquela aventura de sair e fuder nos moteis da vida… como as praias… se vcs gostaram dessa , valeu … ou então tenham uma avetura dessas… haaa… depois eu conto outra com a irmã dela numa casa de praia em buzios-rn . q. tambem foi legal e eu fiquei com a leninha num quarto sozinhos…valeu .fuiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Um de escola

Ocoreu num dia de quarta-feira , ela e da minha sala eu fiquei a observando a aula toda no final da aula criei corajem e a intimei para minha surpresa ela tb queria ficar comigo ( ela e um morena tamanho normal e grandes peitos o q me xamou atençao) entao fomos procuramos um lugar queto e seguro achamos um lot vago e la começamos a nos beija como ela tem cara d safadinha ,nao esperei muito tempo e meti a mao na sua bunda e um abunda mnole mais bem impinada e com caricias eu pego no seu peito e tiro o seu top e a quela coisa linda sai pra fora eu começei a cupar q nem um doido e ela virava o rosto gemia e gritava eu arisquei e desci a mao ela foi eabriu a calça e eu a deci observando aquela bunda e a calçinha çaindo da sua bumda eu nao aguentei e a virei fiz ela abaichar e pede para q colocaçe pra mim ai começou um vai e vem delicios e ela gritava e gemia cundo vi q estava perto d gozar a chamei para o fundo e fomos la a coloquei d quatro e foi no cuzeinho eu estava louco alucinado nao perdi tempo nao lubrifiquei nem nada eu mesmo coloquei e impurei d uma so vez ela deu um girto q ate eu asustei mais nao parei foi e vei e vai vei vaI VEI pegei no seu peito e puxei mais ate que falei q ia gozar e ela veio e esfregou o seu peito no meu penis e começau a cupar tb ai so foi um grito baxo e gozei sai desesperado e a deixei la ( foi a minha primeira vez )

A senhora que bateu na minha porta 2

Bem…..continuando o meu relato anterior,eu estava em casa quando mais ou menos no mesmo horário a mesma senhora tocou a campanhia dizendo se eu gostaria de comprar um doce.Eu logicamente sorri e fui em sua direção para conversar e saber como ela estava.Porém percebi que ela não estava sozinha……..ao olhar para o seu lado vi uma menina de uns 18 anos mais ou menos….1,65m…55kg..cara de novinha com cabelos lisos e escuros até os ombros ,peitos pequenos mas empinados e bundinha redondinha….ela usava um top branco com um short branco também e umas sandálias.Fiquei sabendo que seu nome era Aline e que tratava-se de sua neta. A neta ficou me olhando admirada e deu um sorriso ao me cumprimentar.A senhora disse que estava de passagem na rua e aproveitou para tentar vender uns doces e como a sua neta fazia cursinho ali perto ,havia resolvido passar por ali para me falar um oi e depois iria embora com a menina que estava de carro. Na hora pensei em chamar a mulher para dentro de casa pois naquela manha eu estava com muita vontade de foder uma buceta gordinha e ela seria uma ótima pedida.Porém a sua neta estava ali ao seu lado e com isso ficaria difícil fazer algo no momento,mas mesmo assim resolvi tentar e disse:?Voces não querem entrar e tomar alguma coisa?!Está muito calor!?…na hora a neta dela disse que não pois teriam que ir embora rápido e o carro estava na rua.Eu sabia que não rolaria nada naquele dia,mas só o fato de ser gentil com elas ,poderia ter um bom resultado num outro dia em que ela viesse sozinha novamente vender os doces e por isso continuei insistindo.De tanto eu insistir a menina acabou cedendo e então elas entraram….Ofereci um suco e ficamos os três conversando no sofá….falando sobre como eu tinha feito amizade com sua vó(logicamente inventando uma história diferente) a menina foi se soltando e até percebi um olhar meio diferente pra mim.Num determinado momento resolvi ligar o computador dizendo querer saber se aquela senhora havia realmente aprendido a usar o computador e então ela aceitou……ficou usando um pouco e depois disse querer usar o toillete e então me ofereci para leva-la até o andar de cima já que o toillete de baixo estava com problema na torneira.Pedi para Aline aguardar um pouco e usar o computador se quisesse que eu já voltaria com a sua vó.Subi com a senhora e ao subir dei uma apertada na sua bundona gorda e ela ficou meio sem graça.Nesse dia ela estava usando um short meio folgado e uma blusa meio decotada.Quando entrei no banheiro com ela me agaichei na sue frente,encostei ela na parede,puxei o seu short para o lado e comecei a passar a minha língua por cima da calcinha que ela estava usando……Ela ficou pedindo para parar,que a sua neta estava ali e tal,mas nem liguei e continuei chupando aquela buceta peluda e inchadinha.Coloquei ela sentada na privada e abri bem as suas pernas……comecei a chupar a sua buceta com vontade enquanto ela segurava nos meu cabelos.Foi incrível…..ela gozou com um toque da minha língua no seu clitóris e depois gozou de novo quando minha língua estava toda dentro dela.Depois da segunda gozada na minha boca ela me empurrou e disse que tinha algo pra me falar.E então eu disse pra ela começar e ela disse que o fato de sua neta estar ali naquele momento não era por acaso.Ela disse que contou a ela o que havia rolado entre nós e que a menina ficou muito curiosa pra me conhecer e saber quem seria o rapaz que teria feito a sua vó gozar tanto.Fiquei meio assustado com a verdade,mas fiquei assustado mesmo quando ela disse que tinha combinado algo com a sua neta.Já não agüentando mais de curiosidade ,pedi pra ela contar logo e então ela me disse que sua neta havia ficado excitada com a história e tinha pedido para poder assistir a cena de nós dois transando na cama.Fiquei assustado e excitado ao mesmo tempo e então resolvi aceitar a proposta e descemos .A menina estava na internet quietinha e então Neuza(vó) disse:?Linda!!Já falei com ele……vamos lá?!?….Fiquei assustado com a naturalidade daquela senhora falar com a neta já que se pareceu bem tímida na primeira vez que transamos.Mas então subimos para o quarto e quando sentamos na cama Aline começou a contar o porque da sua vontade…..disse pra mim que entrava sempre na net e adorava ler contos de incestos e ver fotos também……quando era pequena havia flagrado por várias vezes seu pai metendo com a sua mãe e inclusive uma vez o seu pai metendo com a empregada.Ouvindo aquelas palavras resolvi tomar atitude e então fui pra cima de Luiza e comecei a arrancar toda sua roupa.Deixei aquela senhora toda nua na minha cama enquanto a menina sentada numa poltroninha do meu quarto observava tudo.A primeira coisa que fiz foi tirar o meu pau pra fora e com a Luiza deitada fui com ele perto da sua boca e comecei a passar nos seus lábios.Ela meio sem jeito começou a abocanhar o meu pau e eu fiquei metendo naquela boquinha macia e de certa forma ?inexperiente? já que mesmo com 52 anos,não era de costume fazer sexo oral segundo ela.Logo depois tirei a minha roupa e me deitei de barriga pra cima e puxei Luiza pra cima de mim para encaixar num 69 e assim pude novamente sentir o gosto daquela buceta gostosa na minha boca.Ela ficava esfregando a buceta na minha cara enquanto chupava o meu pau com vontade e agora com mais tranqüilidade.Num determinado momento olhei por debaixo daquele bundão enorme da Luiza e tive uma surpresa…..Aline estava com uma mão enfiada pela lateral da calcinha…parecia estar se tocando e respirando forte……aquilo me deixou com mais tesão ainda e então saí de baixo de Luiza e a coloquei de 4……meu pau estava muito duro e então comecei a meter naquela buceta enorme na minha frente sem dó……enfiei com força e ele entrou bem fácil pois ela estava super lubrificada.Fiquei nessa posição por um bom tempo..metendo e sentindo como Luiza estava enxarcada…….ao mesmo tempo,olhava para aquela menina que a essa altura já tinha abaixado metade do seu short e claramente enfiava um dedo na sua buceta .Meu pau parecia que ia explodir de tesão por causa daquela situação.Dona Luiza apenas gemia alto de olhos fechados.Derrepente ela anunciou que ia gozar e eu acelerei as bombadas.A medida que Luiza ia gritando ao gozar vi que Aline começou a gemer também e mexer sua mãozinha por debaixo do short.Aproveitando o grau de excitação da garota,pedi:?Tira o short lindinha…tira…eu quero ver?..e a menina doidinha começou a arrancar o próprio short ficando só com uma pequena calcinha branca de renda…..ao olhar na calcinha dela vi algo que me deixou com vontade de gozar……bem no meio da sua rachinha o tecido da calcinha estava ensopado……não pude resistir e comecei a gozar…..porém algo estava errado……..eu já estava a muito tempo segurando a minha porra e quando gozei senti minha porra escorrendo pela perna de Luiza…….a camisinha havia estourado com as fortes bombadas e ela parece ter ficado com mais tesão ainda e anunciou um outro gozo dizendo:?Aiiii…..que delicia essa porra!!Quero esse jato dentro de mim….goza menino..me enxarca com a sua porra!!……não tinha jeito…eu já estava gozando como nunca e então pude ver a minha porra em grande quantidade saindo pelo pouco espaço que restava entre a sua buceta e o meu pau.Tirei o me pau de dentro e a porra caiu na cama…..Luiza caiu deitada na cama e a menina continuava e se tocar.Então numa reação meio ousada mas descontrolada,fui pra cima da garota que estava de sentada de pernas abertas na poltrona e disse algo bem safado pra ela que me olhava nos olhos:?Chupa o meu pau gatinha…..sente o gosto da minha porra com a porra da sua vó?……..pode parecer ousado demais o que falei,ms para aquela menina que tinha o maior tesão por esse tipo de fantasia,foi como se eu tivesse ?botado lenha na fogueira? e então a menina meio que afobada e com o tesão estampado no seu rostinho ?inocente?,pegou o meu pau totalmente melado com a mão direita e não se importando com isso enfiou inteirinho na boca.Por incrível que pareça,eu tinha acabado de gozar,mas o tesão era tanto que ele começou a ficar duro novamente na boca dela……ela metia bem rápido na boca fazendo um vai e vem como se estivesse metendo na buceta.Meu pau estava tão melado que minha porra chegou a ficar nos lábios da menina.Agora quem assistia era Luiza que sentada na cama ficava enfiando um dedo na buceta toda melada.Peguei então a menina e abri suas pernas para poder chupa-la ……a buceta dela era lisinha e ao contrário da vó não tinha pelo nenhum……lisinha e branquinha…….Fiquei surpreso ao ver na sua virilha uma pequena tatuagem escrito:?Kiss me?…….com isso pude ter certeza que a menina gostava do ?negócio? e então caí de boca naquela bucetinha de ninfetinha…..chupei,chupei……e a menina ficava doida……dizendo para eu não parar de chupar e que queria gozar na minha boca.Pedi então para Luiza pegar uma camisinha no meu armário e ela trouxe……a menina ficou insistindo que queria que eu esporrasse dentro dela,mas eu não aceitei pois o q havia acontecido a pouco tinha sido um acidente e não poderia acontecer de novo…….ela aceitou e então coloquei a camisinha…..levei ela até a cama……coloquei ela de 4 e comecei a meter…..a bucetinha dela era macia e muito lisinha……a menina estava em êxtase e gritva:?mete….me fode gostoso..me faz gozar no seu pau faz…..?…aquelas palvras me deixavam louco e enquanto Luiza acariciava os cabelos da menina eu metia sem parar bombando bem forte naquela buceta novinha.Aline começou a me surpreender pois tinha cara de inocente e a essa altura estava como uma putinha na cama.Num determinado momento ela começou a beijar as pernas da sua vó e apesar de eu ter adorado aquilo,Luiza se afastou da menina dizendo:?Assim não Aline….aí não dá né?!?……….e a menina dizia:?Vem cá vai vó…deixa…relaxa…..?…e a Luiza não cedeu de nenhum jeito,mas a menina pediu:?Posso só te tocar vó então?!deixa?!……?…..e Luiza meio que sem dizer nada,abriu as pernas e deixou a menina invadir sua buceta com dois dedos …..Eu via aquela cena e meu pau parecia ficar cada vez mais duro de tesão em ver a neta bolinando a vó…..Quando eu parava de bombar,a menina empurrava o corpo pra trás para que eu não parasse de meter e assim foi…meti muito na menina e ela começou a gozar e gritar:?To gozando……to Gozaaaaandooo….aahhh…….aaiiiii……..?………ela tava gozando como uma putinha no meu pau e eu ainda me segurei pois queria que ela cavalgasse em mim e assim foi…depois de gozar,a menina veio por cima de mim…sentou bem gostoso e começou a pular de um jeito nele que nenhuma mulher tinha feito antes,……enquanto isso,eu chupava os seus seios que era pequenos e pontudos….os biquinhos estavam bem durinho e arrepiados de tesão….Aí a menina começou a gritar muito dizendo que ia gozar….começou a meter ainda mais forte e rebolar no meu pau e então senti um liquido escorrendo na minha perna….ela estava ejaculando de uma forma que nunca vi uma mulher fazer…..a menina estava esguichando em cima de mim numa mistura de porra com urina talvez..mas estranho que não tinha cheiro algum e por isso cheguei a conclusão que era porra mesmo ,ainda mais por ela ter me contado depois……..Fiquei doido com aquilo….ela deixou a cama toda molhada e eu a ponto de gozar,saí debaixo dela e tirando a camisinha,coloquei o pau na sua boca e ela não deixou escapar nenhuma gota da minha porra…..vi que ela se engasgou um pouco,mas engoliu tudinho…….aquilo foi demais…A Luiza se levantou rápido da cama,pois acho que ficou meio sem graça de estar numa mesma cama com a neta,mas Aline ficou ao meu lado ainda querendo mais,só que eu estava um pouco cansado e então chupei mais uma vez a buceta dela até ela gozar na minha boca e então nos recompomos.As duas foram embora,mas antes peguei o telefone da Aline para que pudéssemos combinar outras aventuras.Saí outras vezes com a Aline e elas me confidenciou outras fantasias que depois posso relatar aqui…….Bem…..por enquanto é só…numa proxima oportunidade conto o resto.

Cueca usada

Este conto é dedicado ao fetiche das cuecas usadas, com cheiro e gosto de sexo, de machos tesudos e de paus duros.

Desde pequeno eu aprendi a admirar os homens vestidos apenas de cuecas: aquele pequeno pedaço de pano que cobre os caralhos de todos os tamanhos e incendeia nossos desejos. Essa é minha tara predileta, observar o volume sob as cuequinhas, o formato do pau desenhado embaixo de um fino tecido, o tamanho do cacete ali escondido, às vezes quase saindo por suas aberturas de tão grande e duro?

Nas praias e piscinas delicio-me admirando o ir e vir de gostosos com suas sungas apertadas, marcando seus paus, delineando as picas ora para cima, ora apontadas para a frente (nas sungas mais folgadas), às vezes ajeitadas para o lado ou ainda para baixo, como preferem os americanos? Salva-vidas e banhistas se exibindo, jebas balançando ao caminhar, sungas enfiadas na bunda, sungas brancas quase transparentes, coladas aos corpos másculos que saem da água, pelos e pentelhos teimando em se mostrar aos nossos olhos? E pode existir algo mais sensual do que um homem massageando seu pau na cueca ou ajeitando a rola dentro da sunga, na frente de todos? E os sacos? Aquelas malas de diversos tamanhos, bem visíveis para quem sabe admirar, pacotes grandes entre as pernas que chamam a atenção, seja pelo volume, seja quando escapam um pouco pela lateral.

Freqüento a casa de muitos amigos e primos e, em muitas oportunidades, pude ser premiado com uma cueca suja jogada no cesto de roupa do banheiro. Quando tenho sorte, encontro pelos (que eu retiro e guardo em miha coleção), ou então encontro uma cueca bem melada, de alguém que estava excitado pouco antes de tirá-la? Tesão maior é quando descubro a cueca do pai e do filho, pego as duas e fico cheirando, sentindo o aroma dos dois paus? Nessas horas não consigo me conter e bato uma punheta louca com a cueca na cara e, na hora de gozar, esporro nessa mesma cueca e a devolvo ao cesto, saindo como se nada tivesse acontecido?

As cuecas que eu mais gosto são as realmente muito sujas, com aquele cheiro de saco fedido, suadas depois de um dia inteiro de trabalho, com muitos pentelhos perdidos, aquelas que foram usadas por vários dias sem serem lavadas, acumulando o perfume do pau melado, da bunda do cara e de restos de mijo.

Em casa, só ando de cueca, ou então pelado: é desse jeito que abro a porta para entregadores (muitas vezes de pau duro) e é assim que eu recebo meus amigos. Todos já estão acostumados e acabam até mesmo tirando a roupa também, ficando peladões ou de cuecas nos dias de calor. Em algumas ocasiões batemos uma punheta coletiva e alguns repararam como minhas cuecas estão sempre sujas e com marcas amareladas na frente e atrás.

Adquiri o hábito de usar a mesma cueca durante uma semana inteira, todos os dias, observando como ela vai ficando suja e tesuda? Percebo inclusive que aquele cheiro é sentido pelas pessoas nas ruas ou quando se aproximam de mim, o que me excita ainda mais. Depois de uma semana e de muitas gozadas, eu tiro a cueca e jogo em uma gaveta, que está cheia delas.

Sou um estudante que decidiu compartilhar suas cuecas com quem souber apreciá-las. Fico taradão em pensar que muitos caras sacanas estarão cheirando minhas cuecas usadas e batendo muitas punhetas sentindo o cheiro do meu pau de 21 cm, grosso, branco, com pele, muitas veias, cabeça grande, peludo e sempre babando de tesão, melando a cueca o dia inteiro.

Para isso, acabei de criar um blog com muitas fotos e vídeos de cuecas sujas: cuecausada.blogspot.com . Visitem, deixem seus comentários e escrevam para o meu e-mail que eu terei prazer em responder suas dúvidas. Se preferirem, tenho uma oferta de cuecas no mercadolivre.com, bastando buscar por underwear.