A ninfeta do titio

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading ... Loading ...

Conto enviado por: D.L.

Depois de 1 mês me envolvendo com meu tio, eu descobri que estava realmente apaixonada. Aquela sensação de proibido me excitava muito o que deixava nosso sexo pegando fogo. Mais além disso estava rolando um sentimento, por ambas as partes. Depois que transamos casualmente, não conseguiamos parar de nos ver, todos os finais de semana, sempre programavamos algo para fazer juntos. Meus pais nunca desconfiaram de nada, pois eu sempre fui muito amiga de todos da familia.

Depois de 1 mes que estavamos nos relacionando, meu tio me convidou para fazer uma viagem. Topei na hora, mais dependia da autorização de meus pais. Tivemos que inventar a ida de algumas amigas de meu tio para que minha mãe desencanasse e deixasse eu ir. Arrumei a mala com tudo que eu tinha direito, e sai de casa toda feliz. Ia ser como uma lua de mel com meu tio!
Fomos ate a casa de minha avó pegar as coisas de tio César, e embarcamos para porto de galinhas.
Durante a viagem que durou 4:30 hs, fomos trocando beijos e carícias e nada mais que isso.
Enfim, chegamos. Eu fiquei deslumbrada com aquele paraiso todo. Nem acreditava que eu estava ali. Fomos então para um hotel, assim que entramos, meu tio me agarrou de beijos me jogando contra a parede, e nossos beijos foram ficando cada vez mais quentes e melhores o que fez ele ir arrancando minhas roupas..
já estava nua, ele me pegou no colo e me colocou em cima da cama, e começou a me masturbar com seus dedos..
então começei a dar uns gemidos, pois estava muito gostoso e excitante. Ele então se lembrou da porta e foi fechar..
veio novamente onde eu estava deitada e me pegou no colo me levando ate o banheiro.. ele então tirou suas roupas e fiquei ali observando cada gesto que ele fazia..
Ligamos o chuveiro e começamos a nos beijar.. ele então começou a passar o sabonete em mim, fazendo uma leve massagem, logo eu fiquei de joelhos e começei a mamar no seu pau, que estava duro feito pedra..e letejava muito.Quando senti que ele estava prestes a gozar, fui me levantando fazendo um percurso de beijos ate a sua boa..
ele então me pegou no colo, fiquei com minha bucetinha encostada na barriga dele, e ele me beijava loucamente,
então eu pedi a ele que me comesse, pois não estava mais aguentando..
Fomos para o quarto e ele me deitou na cama de pernas bem abertas, e começou a me beijar dos pés..
foi subindo lentamente e quando chegou no seu alvo, ele caiu de boca, e começou a me chupar gostoso. eu segurava a cabeça dele com força, querendo toda aquela lingua dentro de mim, eu gemia, eu gritava, queria muito mais.
estava muito gostoso.. estava quase gozando..Ele então se dirigiu em direção aos meus seios e começou a chupa-los..
enquanto isso eu estav agarrada em seu pau..nos beijamos e ele me pediu para chupa-lo. ele se deitou na cama e eu virei meu bundão pra cara dele e começei a chupar aquele pau gostoso, e ele não resistiu e começou a me chupar novamente.. não aguentei de tanto tesão e acabei gozando em sua boca, ele engoliu tudo aquilo e começou a sorri.
” mais minha sobrinha é uma delicinha mesmo”
aaah tio, vem meter aqui vem!
meu tio, ouvindo o meu pedido, me pegou de quatro.. e dessa vez ele não colocou com calma não. como eu estava meladinha ele colocou rasgando, eu me esquivei para frante mais ele me segurou pelos cabelos, e começou a socar aquele pau bem forte na minha buceta..
eu não conseguia me conter e gemia alto..quase gritando..
quando mais eu gritava mais ele metia forte.. minha bucetinha estava se arregacando todinha,
ele sentia eu me contraindo por dentro, então começou a fazer movimentos mais lentos e intensos, então eu começei a rebolar,
meu cuzinho não parava de piscar, eu tava sentindo muito tesão, estava quase gozando novamente.. foi então que ele teve a excelente ideia de me quebrar o cabaçinho do meu cu.
ele passou um pouco de lubrificante e forçou a entrada de meu cuzinho..
-aaaah tio, vai devagar…
-calma meu amor, vai doer só um pouquinho, mais depois você acostuma com a dor.
ele então forçou novamente colocando só a cabeçinha..
-hummmm. aaaaaa, ta doendo!
-calma, eu vou colocar bem devagar..
ele então me puxou contra seu corpo e aquele pau enorme entrou naquele buraquinho pequeno e apertado..
eu não consegui segurar e soltei um grito..
então ele começou a se mexer e foi ficando uma dor gostosa..
quando eu estava bem relaxava e acostumada com aquela dor, ele começou a fazer com força..
e enfiou um de seus dedos na minha bucetinha..
foi a dose para eu gozar..
vendo aquilo ele começou a meter mais forte… e logo senti seu gozo cair quente em minhas costas..
caímos exaustos..
ficamos ali por uns 40 minutos e fomos tomar banho para curtirmos o paraiso,
tomamos banho juntos, depois descemos para fazer um lanche..
quando chegamos no restaurante do hotel, os empregados ficaram nos olhando sem disfarçar..Um garçom veio nos atender, e então o César perguntou o que havia de errado. O garçom meio que sem jeito, nos confessou que havia escutado meus gemidos, nos corredores e que alguns hospedes haviam reclamado. Ficamos meio que sem graça, e ficando de cabeça baixa, notei que o garçom estava de pau duro ao ficar do meu lado, e tentando esconder com a bandeja, anotou nosso pedido e saiu.
depois do almoço, fomos até a praia…
o que aconteceu lá?
Conto depois!

Você pode deixar uma resposta, ou trackback de seu próprio site.

Deixe uma resposta