Comi a mulher do pastor

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (No Ratings Yet)
Loading ... Loading ...

Olá a todos!
Vamos lá! sou mulato,tenho 30 anos, casado, 1,70 de altura, 73 kg , olhos e cabelos castanhos. Adoro ficar na net procurando azaração e sempe consigo umas aventuras online, mas esse conto q escrevo agora não aconteceu através da net e nem eu era casado ainda. Certo tempo atrás, conheci um pastor através de um amigo. Logo fiz amizade com o pastor, que é um cara muito educado e muito gentil. Mesmo sem eu ser evangélico tornei- me amigo dele e passai a freqüentar a sua casa , onde conheci sua esposa.,ela é uma negra de aproximadamente 1,60 de altura. Sempre a via de longos vestidos ou de saias longa, mas dava para ver tranquilamente suas belas curvas. O tempo foi passando e eu cada vez mais intimo do casal, sempre q podia aparecia Lá na casa deles, almoçava, passava a tarde e por aí ia.

Ela nunca me deu ouzadia , nunca se insinuou e nem eu tinha segundas intenções com ela, até pq considerava muito o meu amigo. Então um belo dia eles estavam de mudança e a casa deles estava todo bagunçada, algumas coisas arrumadas, outras encaixadas e outras ainda por arrumar. Em meio essa mudança meu amigo teve q viajar e deixar a bagunça pela metade. Fui então ao aeroporto com a mulher dele deixá-lo para pegar o avião, e antes do seu embarque ele então me perguntou se eu não poderia ajudar a mulher dele a terminar de arrumar algumas coisas q haviam ficado pendente. Eu disse q sim , q iria com todo prazer e então eu combinei com ela q iria na parte da tarde , e assim fiz, fui com todo prazer e sem nenhuma intenção maliciosa. Cheguei lá por volta das 14:00, toquei a companhia, ela perguntou no interfone quem era.Respondi q era eu e ela abriu o portão de lá de dentro da casa. Entrei, fechei o portão e quando entro na casa ela estava na sala só de tolha. Fiquei nervoso na hora, o coração disparou, eu mal conseguia olhar para ela. Mas pela primeira vez pude ter certeza de q realmente ela tinha um belo corpo. Pude ver um par de coxas bem grossas e deliciosas, uma bunda grande e empinada bem gostosa, pois a toalha era meio curta. Disfarcei, fiquei de cabeça baixa e disse: oi!! Vim aqui pra te ajudar.

Ela respondeu: tudo bem, Fique a vontade! Já volto e foi para a cozinha. Eu sentei no sofá, com um tesão tão louco q nesses 30 anos de idade q tenho, nunca senti algo parecido com aquilo, Fiquei perturbado, pois jamais havia visto ela com outro tipo de roupa a não ser vestidos e saias longas e agora ela estava na minha frente só de toalha e a sós comigo. Senti r vontade de pedir p ir no banheiro para me masturbar, pois não agüentava mais o tesão, e ao mesmo tempo tinha vontade de subir em cima dela como um cachorro no cio sobe numa cadela, mas fiquei ali sentado nervoso sem saber oq fazer. De repente ela volta ainda enrolada na toalha, vai até as caixas q estavam na minha frente e se abaixa para pegar algo. Que visão do paraíso! ela tava sem calcinha e praticamente de 4 na minha frente. Vi estrelas na hora!! Pulei do sofá, agarrarei na cintura dela e comecei a roçar meu pau naquela buceta pretinha e depiladinha, Esfreguei muito e ela gemia loucamente sem dizer uma palavra. Joguei ela em cima do sofá , dei lhe um beijo de língua, abri suas pernas e meti minha língua com toda a vontade do mundo. ela só gemia e urrava , sua xoxota estava encharcada de tanto tesão. Fiquei de pé, tirei o pau para fora, ela o agarrou e mamou como uma louca, engolia ele todo, se engasgava e ao mesmo tempo enfiava os dedos na xoxota. Abri as pernas dela novamente e meti rola naquela buceta com toda força q tinha. Ela deu um gemido mais alto ainda,. Eu metia e tirava com toda força mesmo. Parei, coloquei ela de 4 ,chupei mais ainda a buceta dela toda melada , apreciei muito aquele belo rabo e meti de novo na xoxota enquanto babava por aquele cuzinho . Não deu outra , ela começou a gemer mais alto e mais forte e começou, aiiiii vou gozarrr!! Ai meu Deus!! Aiiiiiii, aiiii……. não agüentei e gozei junto com ela. Sentei um pouco no sofá, morto de cansado e todo suado, pois estava muito quente naquele dia. Ela se levantou e foi pra quarto e em alguns segundos ouvir sua voz me chamando para ir até lá. Quando entro ela estava deitada na beira da cama com a bunda para cima mostrando bem o cuzinho , e assim q me viu disse: agora come meu cuzinho, fode ele todo! O pau endureceu novamente no mesmo instante.

Cheguei perto dela, abri bem aquele cuzinho, passei a língua , enchi de cuspe e enfie rola no rabo dela sem dó nem piedade .Aí então ela começou a se soltar e dizia: come meu rabo! me arromba! me chama de puta! Aquilo me enlouquecia , eu delirava de tesão. Depois de uns 10 minutos metendo muito naquele rabo ,gozei mais uma vez dento dela deixando aquele cu todo inundado de porra. Levantamos para tomar um banho, ela foi na frente com minha porra escorrendo pelas suas pernas, Tomamos banho e depois fizemos as arrumações q tínhamos que fazer. Depois que terminamos fui embora e continuamos nossa amizade como se nada tivesse acontecido e nunca mais rolou nada. Depois desse dia eu passei a ter uma tara , um tesão incontrolável por evangélicas, não posso ver uma q fico doido, se podesse comia uma crentinha todo dia. Elas são demais na cama!! rsrsrs Nos próximos contos conto outras transas q tive com evangélicas.

                                

Você pode deixar uma resposta, ou trackback de seu próprio site.

Deixe uma resposta