Comi a mãe da namorada

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (No Ratings Yet)
Loading ... Loading ...

Há mais ou menos um ano, eu namorava com uma moça chamada Verônica. Ela morava só com a mãe. Verônica era muito gostosa e nós transávamos praticamente todos os dias, em motéis, na praia, piscina… Mas tenho que te confessar uma coisa… talvez vc até ache isso demais, mas eu sempre tive muito tesão pela mãe dela. Ela é uma coroa enxuta, loiraça, nos seus trinta e poucos, pernas grossas, bunda grande, um violão. Num dia de sábado pela manhã, fui até a sua casa, dona Rosa (a mãe), me atendeu à porta, ainda de camisola, e me disse que Verônica tinha saído. Perguntei se poderia ficar na piscina e ela prontamente concordou. Entrei, pus minha sunga e fiquei nadando… de repente, dona Rosa se aproxima da piscina, com um biquíni minúsculo e se deita na borda… não consegui mais nadar direito. Ela me provocava, se virando , de costas pra mim, com aquela bunda apetitosa toda empinada. Acho que ela percebeu sob a água que meu pinto estava como pedra. Então, ela usou o velho truque de tentar passar bronzeador nas próprias costas… e eu, claro, imediatamente me dispus a ajudar minha sogrinha. Quando eu saí da água, ela viu o volume dentro da sunga. Eu tive que ficar ajeitando o bicho, pra ele não saltar pra fora. Comecei a passar o bronzeador nas suas costas, fazendo uma massagem nos ombros. Ela pediu pra eu passar mais em baixo, e fui descendo, descendo , até chegar à sua bunda. A essa hora , meu caralho parecia que iria explodir, eu enchi a mão naquela bunda gostosa, nas coxas grossas e roliças, ela ficava gemendo baixinho e discretamente rebolando a bundinha… com esse sinal verde, eu afastei seu biquíni e passei o dedo na sua bucetinha, ela gemeu mais alto, então passei a massagear seu clitoris e com o dedão esfregava seu cuzinho… ela gritava e rebolava na minha mão, então ela se virou e arrancou de uma vez minha sunga , e passou a chupar meu pau… que delícia de chupada! ela era muito experiente e subia e descia na vara, massageando minhas bolas… ela me chupava e depois tirava a boca do pau, e perguntava se eu tava gostando, se ela chupava melhor que a filha, etc. Eu a chamava de putinha gostosa e ela dizia que eu era seu macho… aquelas palavras obscenas me fizeram gozar na sua boca… então ela disse que agora era a minha vez de fazê-la gozar… ela se deitou e abriu as pernas e eu caí de boca naquela buceta tão sonhada… Era grande e cheirosa e eu chupava toda, enfiando a língua bem fundo… ela chorava e pedia mais… e eu fuçava todos os buracos, passando a língua pelo cuzinho, então ela pegou no meu pau e mandou que eu a fodesse. Coloquei-a de quatro e fui enfiando devagar naquela buceta grande, porém muito apertada. Ela rebolava e jogava os quadris para trás, pra entrar tudo de uma vez, então comecei a aumentar o ritmo , metendo com força naquela gostosa, até gozar gostoso dentro dela. Depois disso, nos arrumamos e ficamos nos beijando na piscina, até que Verônica chegou, mas não desconfiou de nada. Depois disso, passei a comer a mãe da minha namorada frequentemente, até que eles viajaram e nosso relacionamento acabou. Escrevam pra mim:

Você pode deixar uma resposta, ou trackback de seu próprio site.

Deixe uma resposta