TEEN – SEXO COM MEU PRIMO NO CHUVEIRO

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (No Ratings Yet)
Loading ... Loading ...

Eu tenho um primo de dois anos mais velho com quem, desde que tenho sete anos, faço sexo de todos os jeitos possíveis. Isso aconteceu no ano de 2002, no aniversário de minha priminha. A festa foi realizada em uma chácara muito espaçosa, onde havia uma quadra de futebol, piscina e um bom salão, além do espaço verde do terreno. Chegamos lá perto da hora do almoço, toda a família reunida, dançando, conversando e se divertindo, cada um á sua maneira. Após o almoço, então, eu, minha irmã e meus dois primos (minha prima 1 ano mais velha e meu primo 2, escadinha), entramos na piscina. Super congelante é pouco para descrever aquela água; apesar do sol e do calor, a água estava incrivelmente fria. Nós entramos na água mesmo assim, tipo entra-e-sai, nadando um pouco, mas não durando muito tempo na água – não havia como se acostumar, fria demais. Meu primo inclusive jogou minha prima – que não ia netrar de jeito nenhum – dentro da piscina. Após isso, todos nós fomos aos banheiros tomar banho. Os banheiros possuíam três boxes cada um, pequenos, com cortinas transparentes e chuveiros. Além disso havia um pequeno banquinho de madeira para por as roupas, nada muito espaçoso, mas grande o suficiente. Daí eu entrei no chuveiro e meu primo veio depois. Tirei à sunga e comecei a me lavar, já esperando por ele. Ele, dois anos mais velho (16 anos tinha ele), moreno, o corpo dourado do sol, musculoso e muito bonito, de corpo e de rosto, apareceu ali na cortina, parado, com o pau enorme duro. Eu enlacei suas coxas deliciosas com meus braços e comecei a lamber suas bolas. Chupava devagar, bem gostoso, meio que debaixo do chuveiro. Mas a porta estava apenas fechada, não trancada. Falando alto \”vou fechar a porta por que estou pelado\”, ele fechou a mesma. Daí fomos para o seu box, onde nos beijamos de língua ardentemente. Foi o melhor beijo de língua com um homem que já experimentei: sob o chuveiro, aquela língua deliciosa e áspera dançando em minha boca. Hmmmmm….. Daí fui descendo por seu peitoral esculpido, lambendo cada ponto deliciosamente soba água morna do chuveiro até chegar ao seu pau e embocá-lo de vez, engolindo-o, cheio de tesão. Lambi-o todinho, chupando de ladinho, inteiro, gostoso. Era uma delícia, aquele pau moreno, de cabeça vermelha enorme. Não muito grande, nem muito pequeno. O tamanho certo. Então ele tentou me penetrar, me abraçando de costas e forçando seu pau gostoso em meu cuzinho, mas não funcionou, pois estávamos sob a água e seu pau não entrou. Continuei a deliciosa boquete por mais quase meia hora, quando ele gozou em meu rosto e lambi toda sua porra. Nos beijamos ardentemente, abraçando-nos, e depois ele se trocou e saiu. Houve muitoas outras histórias, mas conto em uma próxima vez.

Você pode deixar uma resposta, ou trackback de seu próprio site.

Deixe uma resposta