Dando para o sogro safado

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votes, average: 3,00 out of 5)
Loading ... Loading ...

Olá pessoal,venho aqui contar mais uma das minha aventuras,agora que a minha namoradinha sabe que eu sou bi ficou muuuuito melhor,vamos lá.A última aconteceu com o meu sogro,um coroa até que mais ou menos,vamos lá.Eu namoro já a algum tempo com a Gabi,uma moreninha gostosinha que eu adoro comer e adoro tb ver sendo comida,nos dávamos muito bem e agora que ela sabe que eu sou bi então,nos damos melhor ainda.Como todo casal de namorados,de vez em quando durmo na casa dela,em um colchão na sala,normal.O pai dela é um cara meio chato,daqueles que aprontou muito na adolecência,sabe o que nós homens fazemos para comer mulheres e sempre encanou na minha com relação a Gabi,não podemos viajar muito juntos,dormir fora,etc,etc. Só que tirando isso,sempre me dei muito bem com ele e com a minha sogra. A Gabi estava desconfiando que o pai dela estava tendo um caso com outra no trabalho dela, pq estava pegando umas mensagens no celular do pai com coisas estranhas e tal e ela ficava triste com isso e comentava comigo, sempre com medo do pai dela descobrir. Um belo dia, todos saímos para comprar roupas e fomos com o carro da família, com eu e a Gabi atrás. Chegando na loja, minha sogra e a Gabi desceram e eu e o meu sogro ficamos no carro, pois a loja era somente de roupas femininas. Ficamos no carro conversando sobre tudo, futebol, carros, e acabamos caindo no papo de mulheres. Eu fiquei meio sem jeito, afinal comia a filha dele e ele nem imaginava a putinha que ela é na cama, então deixei ele falar apenas e começou a me contar sobre a desconfiança da Gabi, que ele já tinha percebido e que já tinha avisado a menina que mandava msg no cel dele para parar com isso e tal. Me surpreendi com a afirmação dele, ele tinha acabado de assumir que estava tendo um caso e perguntei : – Mas o SR. Está mesmo tendo um caso??? Ele disse que era uma bobagem, que de vez em quando comia a menina e a culpa era da minha sogra, que não queria mais fazer sexo com ele e ele sentia muita falta, que estava me dizendo aquilo pq saberia que eu entenderia. Eu fiquei totalmente sem ação, mas disse que entendo, ele percebendo a minha vergonha disse : – Relaxa meu, sei que vc come a minha filha, mas gosto de vc, acho vc um cara legal. Aquilo me deixou mais aliviado e perguntei como era a menina. Ele disse que não era muita coisa, mas que fazia um belo boquete e gostava de dar o cuzinho para ele e ele ADORAVA isso. Aquilo mexeu comigo, a história do boquete, do cuzinho, não sei pq mas me deu um baita tesão e uma curiosidade em saber como era o pau do meu sogro, se o véião mandava bem mesmo, e perguntei se ele gostava de boquetes. O véião olhou pra trás e disse que era o que ele mais gostava, que gostava tanto que tinha feito uma loucura uma vez, deixando um colega de escola fazer um para ele mas que não tinha comigo o moleque. Aí eu surtei, fiquei de pau duro na hora, mas não deu para continuar a conversa pq a minha sogra e a minha namorada chegaram. Fiquei com aquilo na cabeça o resto do dia. Bom, compramos as roupas, jantamos mais tarde e a noite fomos dormir. Arrumei a minha cama na sala como de costume e fiquei assistindo TV até tarde, minha namorada foi dormir cedo junto com os pais dela. Bom, bem mais a noite, acordei com a porta do quarto deles se abrindo, fingi que dormia e o meu sogro saiu e foi em direção ao banheiro. Ficou lá um tempo, eu resolvi ir até a cozinha beber agua e quando ele saiu, me viu lá e disse: – Porra, não consigo dormir, o vontade do caralho! Ele vestia um pijama mesmo, shorts e camiseta, ele é magro com uma barriguinha de cerveja, cabelos tingidos castanhos e tal. Perguntei a ele : – Vontade do que? Nisso, estávamos sentados na mesa um de frente para o outro, ele disse que não comia ninguém a mais de 1 mês, que a menininha estava com frescura e a minha sogra estava de mal com ele. Eu disse: – Putz, que merda hein? E ele disse, rindo : – Merda, eu não consigo dormir de tanto tesão, fico pensando no boquete, até serveria minha esposa hj mesmo, mas preciso dar um jeito nisso para dormir! Aí eu disse que era ruim mesmo, que quando fico assim é foda. Ele, se levantando, disse: – Mas comigo é diferente, olha a minha situação! Quando vi ele de pé vi que o shorts dele apontava para um lado, fazia um belo volume e estava quase pulando para fora. Fiquei meio hipinotizado com aquilo, não sabia o que falar, só olhava para o volume que fazia no shorts. O véião percebeu, veio caminhando em minha direção e disse: – Que foi, gostou??? Eu disse que não esperava que ele ainda tivesse tanto vigor e que deveria ser grande. Ele disse : – Quer pegar para ver, estão todos dormindo, ninguém vai saber, pega e dá uma olhada! Chegou mais perto ainda de mim, eu arrastei a cadeira bem pra trás, ele veio na minha frente, eu dei uma pegada por cima do shorts dele e apertei com força. Ele deu uma gemidinha e disse bem baixinho : – Não acredito que vc gosta de um pau, agora vai ter que me ajudar. Eu abaixei um pouco o shorts e quando tirei para fora, tomei até um susto. Era uma bela rola, cheia de veias, uma cabeçona rosa, meio tortinha pra baixo, um pouco menor que o meu pau, com uns 16 cm, mas grossa, quase não fechava a minha mão nela. Peguei nela e já dei uma bela lambida por todo o pau do meu sogrinho, que nem sorvete, abri bem a boca e engoli tudo, huuuuuuummmm, que delícia, não acreditava que estava ali, na cozinha da casa da minha namorada, mamando no pau do meu sogro, ele só gemia baixinho e com a mão na minha cabeça fazia movimentos de vai e vem, estava uma delícia mesmo o boquete, o pau dele era quente e saia aquela babinha, eu parei um pouco e disse para ele : – To ajudando sogrinho, tô??? Ele, com uma risadinha safada no rosto, falou : – Tá sim meu genrinho viadinho, só que vai ajudar ainda mais, quero gozar na sua boquinha vai! Eu já estava bebado de tanto tesão, engoli de novo aquele pau e chuparva só a cabeça agora, fazendo força, ele fechava os olhos, eu olhava para ele e chupava gostoso, até que ele começou a foder minha boca que nem uma bucetinha e disse bem baixinho que ia gozar, eu fiz ele parar de me foder a boca, tirei o pau dele da minha boca e engoli de novo só a cabeça, fazendo força e movimentos de vai e vem com a boquinha, ele não aguentou muito e gozou em seguida muuuito, não consegui engolir tudo, escorreu pela minha boca até o meu pescoço, era muita porra, chupei tudo, limpei todinho o pau do meu sogrinho e em seguida limpei o meu pescoço, uma DELÍCIA. Ele olhou para mim e disse : – Que delícia de boquete, vc me deu a melhor chupeta da minha vida, mas ainda to com tesão e o meu pau não vai ficar mole, vc não quer me dar a sua bundinha??? Eu disse que sim, mas que ele teria que ir com cuidado pq o pau dele é muito grosso, ele falou para eu esperar lá quietinho que ele já voltava. Saiu da cozinha, foi para o quarto e depois voltou com um potinho de creme na mão e com o pau duro ainda o velhinho safado, tirou o shorts, a cueca, sentou na cadeira e disse : – Vira essa bundinha para mim. Me deu um tesão aquilo, eu virei, ele abaixou o meu shorts, minha cueca, e disse : – Abre as bandas da sua bundinha pra mim. Eu coloquei as mãos para trás, abri as pernas, empinei a bundinha e abri as bandas para o meu sogrinho que me deu uma linguada que me arrepiou todinho, e lambia o meu cuzinho bem gostoso, noooooossaaaaa, nunca tinham chupado o meu cuzinho, aquilo me deixou louco, eu rebolava na cara dele, gemia baixinho, ele parou um pouco, pediu para eu abrir pote e passar no pau dele que estava duro feito pedra, eu lambuzei o pau dele, dei o pote para ele e ele lambuzou o meu cuzinho por fora e meteu um dedinho dentro, eu ali, de perna aberta, bundinha empinada segurando as bandas da minha bunda e o meu sogro me fodendo o cuzinho com os dedos, estava uma delícia, eu gemia e ele colocou mais um dedinho e dizia : – Que cuzinho, vc é uma putinha mesmo, vou comer vc direitinho! Eu nem falava mais nada, estava totalmente dominado por aquele velho safado, ele parou de meter os dedos e disse: – Vem cá, senta aqui no meu pau agora meu genrinho viadinho. Huuuuuummm, eu não pensei duas vezes, ele me segurou pela cintura me guiando até o pau dele e eu fui sentando, quando bateu na entradinha do meu cuzinho, ele abriu as bandas da minha bundinha e eu fui forçando a entrada, entrou só a cabeça primeiro e depois foi entrando o resto, doía um pouco pq era muuuito grossooo, ele gemia no meu ouvido e falava : – Que delícia, não sabia que vc gostava de um pau, a Gabi sabe disso seu viadinho??? Eu disse : – Sabe sim sogrinhooo, ai que gostoso o seu pau, como a minha sogra não gosta de dar pra vc hein seu velho safado??? Ele meu deu um tapa na bunda e disse: – Ela não curte que nem vc, mas agora toda vez que vc dormir aqui vai levar rola e toda vez que eu estiver com vontade vc vai dar pra mim, agora rebola no pau vai, huuuuuummm. Eu rebolava mesmo, subia e descia daquela rola gostosa, era a melhor foda da minha vida, um velho safado me comendo gostoso, eu com as mãos nos joelhos, olhinhos fechados, com um belo pau atrás de mim, subindo e descendo nele, o meu sogro hora apertava minha bunda, hora segura na minha cinturinha, e eu ali só de olhinho fechado, gemia baixinho e cavalgava naquele pau, meu sogro me puxou e disse : – Vc senta melhor que minha esposa, aonde vc aprendeu hein, que rebolada gostosa, que bundinha linda olha! E me dava uns tapinhas na bunda, eu dizia : – Ela é toda sua sogrinho, seu safado, vai me comer é, então me come direito, mete esse pau no meu cuzinho, eu como sua filha e vc me come, ai que delícia, mete vai, huuuuuummmmm, que gostoso, eu to adorando sabia? Ele arfava já e as minhas pernas já estavam doendo, eu olhei para trás e perguntei : – Sogrinho, tá quase gozando, to cansado já! Ele disse: – Calma viadinho, huuuuummm, to quase lá, rebola mais um pouco, mais rápido! Quando olhei pra frente de novo, tomei um susto, minha namorada estava lá, no cantinho da porta, na entrada da cozinha, me olhando, com uma mão dentro do shortinhos e a outra chupando um dedo na boca!!! Eu parei, não sabia o que fazer, meu sogro não conseguia ver pq eu estava na frente dele.  Pq parou sua putinha, continua vai, tava tão bom! Minha namorada tirou a mão de dentro do shorts e fez sinal para eu continuar, eu subi quase até a cabeça do pau do meu sogro e sentei de uma vez, rebolando bem com o pau dele atolado no meu cuzinho, o meu sogro soltou um gemidinho e disse: – Meu deus, que delícia, assim vc acaba comigo, vai sua putinha, me faz gozar!!! Minha namorada voltou a mão dentro do shorts e mexia na bucetinha dela, olhando para mim e mordendo os lábios, eu fiquei mais maluco ainda, rebolava e cavalgava mais rápido, meu sogro gemia já meio alto, eu não me importava mais com barulho, batia a bunda nas pernas dele engolindo o pau dele todinho e de repente o meu sogro me segurou pela cintura forte e gemia gostoso dizendo : – To gozando, to gozando no seu cuzinho seu viadinho safado, meu genrinho gostoso, huuuuuuuuuummmm, que coisa boa!!!Eu esperei um pouco, minhas pernas estavam bambas, meu pau duro feito rocha, eu encostei nele com o pau do meu sogro ainda entalado no meu cuzinho, comecei uma punheta e gozei na hora, um jato forte, gozei muuuito tb. Levantei bem devagar do colo do meu sogro, o pau dele saiu meio mole já, escorria pela minhas pernas o gozo do meu cuzinho, meu sogro me disse : – Não quero mais ninguém, só quero te comer agora, ninguém nunca vai desconfiar de nada, eu vou cortar a menininha e ficar com vc que é muito mais gostoso sua putinha, minha filha escolheu bem mesmo, vc pode comer ela a vontade que eu te como tb, hahahaha. Foi para o banheiro se lavar, minha namorada veio, me agarrou, me beijou, desceu até o meu pau, me chupou e disse : – Me come agora meu viadinho! Eu sentei na cadeira onde o pai dela tinha acabado de me comer e ela sentou no meu pau e começou a cavalgar nele muuuito gostoso, me mordia o pescoço, me dava o seio para chupar, o pai dela no banheiro se lavando e eu comendo sua filha, ela no meu ouvido me perguntava : – O pau do meu pai é bom é, o seu é melhor ainda, me fode com força meu viado, me fode que eu quero gozar! Eu pequei ela, virei de costas para mim, ela apoiou uma perna na cadeira, empinou a bunda e eu meti nela com força, bem forte, ela com o dedo na boca para não gemer só rebolava, de repente ela me forçou contra o corpo dela e gozou gostoso, eu não aguentava mais, tirei o pau da buceta dela, ela me deu um beijo e disse para ir dormir, ela tb foi, o pai dela saiu do banheiro e todos dormimos. No dia seguinte, tomamos café juntos como se nada tivesse acontecido, meu sogro achando que ninguém tinha visto nada e nem desconfiando que eu tb comi a filha dele, foi uma delícia tudo, depois disso meu sogro me comeu de novo e a minha Gabi quis tb se vingar de mim por eu Ter dado para o pai dela e tb deu para uma outra pessoa, mas isso eu conto depois. Espero que tenham gostado de tudo, beijos e abraços a todos.

Você pode deixar uma resposta, ou trackback de seu próprio site.

Deixe uma resposta